Publicidade
Publicidade

Era uma questão de tempo. A má imagem deixada pelo #Real Madrid em San Mamés, no final de semana passado, acabou fazendo explodir a crise dentro da equipe merengue. O Real teve uma chance soberana de diminuir as distâncias para Barcelona e Valência, mas falhou completamente, empatando em Bilbao.

O time branco empatou e até perdeu a terceira posição para o Atlético de Madrid, não aproveitando o deslize do Barcelona, que também empatou contra o Celta de Vigo. O Real continua [VIDEO] assim a oito pontos do líder Barça, mas os sintomas de crise estão se agravando cada vez mais e o técnico Zidane enfrenta novos problemas.

Zidane escolhe velha fórmula, mas falha

Zinedine Zidane puxou do seu melhor 11, colocando no gramado de San Mamés os mesmos jogadores que varreram a Juventus na final de Cardiff, da Champions, talvez convencido de que esses ‘’ jogadores teriam de levar o time para fora do pântano em que eles se têm afundado pelos últimos meses.

Publicidade

O resultado foi a confirmação de que esses mesmos jogadores parecem ter sido consumidos completamente e nem parecem mais os mesmos.

O Real Madrid que deslumbrou o mundo há seis meses é outro time totalmente diferente. E daqueles 11 jogadores quase ninguém se salvou. Ninguém está na sua melhor fase, com casos particularmente flagrantes, como os de Karim Benzema, Marcelo e Cristiano Ronaldo. Mas esta onda de críticas pessoais não estava afetando, até agora, aquele que, sem dúvida, tem sido dos melhores jogadores desde o final do ano passado: #Isco Alarcón.

Isco é a nova dor de cabeça

Em 2016-2017, o jogador espanhol começou como um substituto para acabar sendo um dos indiscutíveis na estratégia de Zidane, sendo um dos mais criativos da equipe. Agora, ele é visto sem ideias e é uma sombra do jogador que rapidamente se tornou em um dos ídolos dos torcedores do Real e também da seleção da Espanha, mas até ele está sendo merecedor de críticas.

Publicidade

A equipe está muito mais lenta no campo. Contra o Athletic, o Real Madrid ofereceu a imagem pobre como em tantas outras vezes nesta temporada: uma equipe que joga bem a bola, que mantém o domínio, mas, ao mesmo tempo, dificilmente cria chances de perigo. Todos são ataques estáticos sem velocidade ou capacidade de abrir lacunas perante as defesas mais fechadas.

De acordo com o site espanhol Don Balón, Isco é um dos culpados por esse jogo mais moído do time, ele que é quem conduz o ataque do time, a seu ritmo. Isco sempre foi um dos favoritos de Zinedine Zidane [VIDEO], que o faz jogar sempre que ele pode. O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, sabe disso, mas esse alarme momentâneo sobre o jogador também chegou aos seus ouvidos.

A situação de Isco começa a se complicar. Se ele não acordar, ele poderia começar a experimentar o banco novamente e nova dor de cabeça para Zidane, que sempre confiou no jogador. No entanto, parece que o Campeonato Espanhol é agora o maior de seus problemas. #Futebol