Para que um indivíduo possa consolidar uma alteração no seu estilo de vida, que anda um tanto insalubre, faz-se necessária a implementação de algumas ações. Simples, mas que exige disciplina e algum esforço, um pouco além do despendido no dia a dia. O afugentamento do cotidiano proporciona até mesmo um aumento na sensibilidade do sujeito. Quando passa a perceber fenômenos maravilhosos, que têm se tornado perigosamente comuns, como:

  • O decorrer do tempo, com seus sinalizadores extraordinariamente ordinários. As intensidades com que a luz do sol nos atinge, conforme os movimentos de:
  • rotação e translação do magnífico planeta Terra, que Deus amorosamente nos deu;
  • a lua, com suas fases e brilho que tanto inspira poetas e apaixonados;
  • diversas constelações de estrelas, astronomicamente distantes, que algumas nem mais existem, entretanto, ainda as veremos por um longo período de tempo.
Mudanças no estilo de vida compreende implementar atitudes simples como praticar atividade física, de modo que o indivíduo possa usufruir de seus diversos benefícios, como o aumento do gasto energético.

Quando o assunto é gasto energético, pensa-se logo em exercício físico, entretanto, este pode representar apenas uma pequena porção do gasto energético total em indivíduos saudáveis.

Publicidade
Publicidade

É necessário compreender o consumo de calorias como gasto energético diário, e suas implicações na diminuição dos depósitos de gordura corporal.

Havia um dilema entre os profissionais de educação física sobre qual modalidade de atividade física prescrever, quando a finalidade é aumentar o gasto energético num programa de emagrecimento; mas parece que já há evidências, fundamentadas por alguns estudos, de que o efeito "EPOC", sigla em inglês para consumo de oxigênio pós exercício, é de fundamental importância para a perda de peso. Portanto, os exercícios de intensidade um tanto mais elevada fazem-se necessários para aumentar ao máximo possível o efeito "epoc", além de melhorar o quociente respiratório.

Os longos e duradouros exercícios aeróbios, de intensidade leve a moderada seriam ineficientes num programa de emagrecimento?

Logo publicarei uma sensata discussão sobre este assunto, com fundamentação em válidos e fidedignos estudos científicos.

Publicidade