As Marias são: as empregadas, engenheiras, professoras, donas de casas, contadoras, administradoras, advogadas, médicas e tantas outras profissões. As Marias acordam cedo, fazem café, acordam os filhos e os arrumam. As que trabalham no matutino ou dia inteiro. Levam as crianças para escola ou creche. Às vezes param o carro no meio da rua para entregar seus pimpolhos e escutam um engraçadinho falar: - Sai da frente Dona Maria! Depois da entrega pegam de novo o trânsito. Algum motorista fica muito devagar no trânsito, elas pedem passagem e são obrigadas a ouvir: - Está com pressa, passa por cima Dona Maria!

As Marias que ficam em casa, arrumam a casa, lavam roupas ou passam, preparam o almoço e vão de novo buscar suas crianças na escola, a pé ou de carro.

Publicidade
Publicidade

Existem as Marias que trabalham no vespertino. Depois de fazer todas as atividades citadas acima, vão cheirosas, arrumadas e até com um sorriso no rosto para seu #Trabalho. Muitas mulheres têm uma jornada de trabalho de 8 horas diárias. Chegam a casa preparam o jantar ou lanche, fazem tarefas com as crianças, brigam com o filho que ficou o dia inteiro no computador e ainda têm de escutar as reclamações dos maridos. Eles não conseguem manter sozinha uma casa e têm vontade que a mulher fique o dia inteiro em casa.

Acham que é fácil ser simplesmente Maria? Marias ou outro nome qualquer suportam sogra, marido, crianças, patrão, trânsito e tantas outras chateações e às vezes escutam as pessoas falar: - Não sei porque você reclama tanto? Você não faz Nada! Dá vontade de matar! Concordam? Nós simplesmente gostaríamos de trocar de lugar com estas pessoas que acham que a nossa vida é fácil.

Publicidade

Pimenta nós olhos dos outros é refresco! Se passassem um dia no nosso lugar, nunca iriam dizer que não fazemos nada.

Depois de todas as amolações, as Marias tomam um banho, põem uma roupa bonita, passam perfume e são novamente apenas mulheres. No fundo adoram o que fazem, pois tudo é feito com muito amor. E até acham que são felizes! Muitas realmente são. Para ilustrar este artigo vou escrever um trecho da música de Erasmo Carlos:

"Dizem que a mulher é sexo frágil. Mas que mentira absurda. Eu faço parte da rotina de uma delas e sei que a força está com elas. Um filho pede a sua mão e o outro toda força que tiver. Quatro homens dependentes e carentes da força de uma mulher... Na escola em que você foi ensinada jamais tirei um dez".

Este artigo é uma homenagem a todas as mulheres que são: Simplesmente Marias! #Moda