Ricardo Lewandowski nasceu na cidade do Rio de Janeiro, no ano de 1948. É um homem culto e renomeado, formado pela Faculdade de Direito de São Paulo em Ciências Jurídicas e Sociais. Também se formou pela Escola de Sociologia e Política, em Ciências Políticas e Sociais. Ele possui um currículo invejável e uma capacidade ampla. Na universidade em que estudou, foi também professor e vice-reitor.

Ele fez mestrado e doutorado e possui grande conhecimento em assuntos importantes como : globalização, regionalismo e soberania. O advogado ocupou grandes cargos públicos e exerceu o cargo de Ministro do Supremo Tribunal Federal.

Publicidade
Publicidade

Foi nomeado no dia dez de setembro como Presidente do Supremo Tribunal Federal. Ele ocupou o lugar do ex-Ministro Joaquim Barbosa. É um homem muito respeitado

Sendo um grande conhecedor da democracia, em sua administração ele utiliza técnicas modernas e sua prioridade é a de manter um padrão de alta qualidade. Lewandowski é um homem de mérito, foi um defensor importante na lei da ficha limpa. Ele reforçou a proibição do nepotismo; que é o favorecimento de parentes ao cargo. Atuou como revisor e teve grande importância no processo do mensalão. Seus discursos são marcados em defesa do diálogo e da democracia.

Os estudantes das universidades que atuam na área de Direito adquirem grandes conhecimentos através dos livros publicados por Lewandowski. Seus livros são de alta qualidade cultural.

Publicidade

Um dos seus livros de sucesso é "A Proteção dos Direitos Humanos na Ordem Interna e Internacional."

O Presidente do Supremo Tribunal Federal assumiu interinamente a presidência quando a presidenta Dilma teve que embarcar para Nova York, onde participou da Sessão da Assembleia Geral das Nações Unidas. Ricardo ficou no comando por dois dias. Lewandowski é o quinto ministro a assumir a Presidência da República.

Ricardo Lewandowski é casado e tem três filhos. Em seu tempo livre, ele gosta muito de viajar com a mulher e os filhos. Suas cidades preferidas para passear são Berlim e Paris.



#Famosos #Governo