Adoro pesquisar sobre mulheres que foram ícones no passado, mas que continuam presentes nos dias atuais através da #Moda. Muitas são lembradas nas passarelas internacionais e suas criações foram repaginadas sem perderem a essência.

Gosto de uma diva em particular, Carmen Miranda! Sinto um carinho e admiração muito grande por esse ícone, que foi uma mulher à frente do seu tempo e continua presente com suas criações, inclusive no meu guarda-roupa. Estava na casa do meu namorado uns dias atrás e na televisão estava passando um documentário sobre a vida da Carmen Miranda, logo pensei em postar sobre esse ícone que abriu alas tanto na moda quanto nos musicais.

Publicidade
Publicidade

Ela nasceu em Portugal, mas foi criada na Lapa carioca, que ainda hoje continua um polo multicultural. Carmen é até hoje a única "latino-americana" a ter o nome gravado na calçada da fama de Los Angeles. Já nos Estados Unidos, ela inspirou chapeleiros internacionais, superando criações de Dior e Chanel e lançou também a onda dos turbantes.

A "pequena notável", apelido carinhoso que lhe deram, era dona de uma tendência inovadora, divertida. Usava e abusava de estampas como poá, folhagens, flores; estava sempre com babados e acessórios coloridos. Sendo ícone dos anos 30, foi pioneira do estilo tropicalista, criando o top cropped e também as plataformas. Por medir apenas 1,52 cm, ela pediu à um sapateiro carioca para fazer um sapato com 10cm de salto e sola. Alguns artigos de moda dizem que essa foi a maior criação de Carmen para o mundo fashion, pois as plataformas influenciam até hoje a moda e também são exploradas por estilistas como Vivienne Westwood e Alexander McQueen.

Publicidade

Vimos uma versão de seu estilo repaginada no desfile de Pedro Lourenço no SPFW 2013/2014, onde Carmen Miranda foi homenageada, com uma estética contemporânea e abstrata de suas versões.

Segue uma frase notável desse ícone: "Nunca segui o que dizem que 'está na moda'. Acho que a mulher deve usar o que lhe cai bem. Por isso criei um estilo apropriado ao meu tipo e ao meu gênero artístico."

Ao final desse artigo me dou conta de que já tenho a resposta para a pergunta: O que é que a baiana tem? #Famosos #Cinema