O cigarro, que é uma droga lícita, contém uma das mais viciadoras substância - a nicotina. Conte de um a seis e ele terá feito mais uma vítima. Esse é o dado de morte por doença causada pelo fumo: a cada seis segundos uma vítima morre no mundo. É alarmante perceber que são cerca de seis milhões de vítimas por ano!

Doenças que o cigarro pode causar:

  • Enfisema pulmonar
  • Impotência sexual
  • Bronquite
  • Trombose vascular
  • Leucemia
  • Infarto do miocárdio
  • Redução da capacidade de aprendizado e memorização
  • Catarata
  • Aneurisma arterial
  • Rinite Alérgica
  • Úlcera do aparelho digestivo
  • Infecções respiratórias
  • Angina
  • Câncer de pulmão
  • Câncer de boca
  • Câncer de laringe
  • Câncer de estômago

Algumas dessas doenças podem afetar também pessoas que convivem com o fumante, que são considerados 'fumantes passivos' pois são aqueles que inalam a fumaça que circula no ambiente.

Publicidade
Publicidade

Segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS): "A pessoas exposta a qualquer nível de fumaça, mesmo que de modo passivo, pode ter prejuízo a sua saúde".

Por que é tão difícil largar esse vício que é tão prejudicial? É provável que você conheça alguém que está tentando parar de fumar, mas que apesar do esforço não consegue. A dificuldade em parar de fumar se deve ao 'poder viciador da substância' conhecida como nicotina. Ela causa uma sensação de prazer e certa calma ao fumante, o que cria uma dependência no organismo.

Para parar, o fumante necessita, muitas das vezes, mais do que o simples desejo. Ele(a) pode precisar de um tratamento especializado. Segundo uma especialista, um tratamento efetivo envolve a abordagem de três aspectos: físico, psicológico e comportamental. "Além de contornar a abstinência (físico), é preciso desvincular o cigarro de emoções como alegria ou tristeza (psicológico) e de hábitos como tomar café ou dirigir (comportamental)", diz.

Publicidade

Só uma avaliação médica criteriosa é capaz de indicar qual o tratamento ideal para cada paciente.

Você não precisa ser a próxima vítima desse prazer assassino. Há vários tipos de ajuda disponíveis para aqueles que desejam abandonar o vício, basta a pessoa expressar o desejo para um profissional de saúde que ele irá indicar um local com um programa para tratamento do tabagismo.

Atualmente o mundo todo está unido em combater essa epidemia na qual o principal inimigo é a própria pessoa!