Trombofilia

Está relacionada à tendência que o paciente tem para a formação de coágulos. Ela pode ser hereditária ou adquirida. É um estado de hipercoagulabilidade, estando relacionado ao aumento de coagulação do sangue.

Pode ser causada por mutações em determinados genes, que são herdados dos pais. A mutação mais comum é a do Fator V de Leiden mas há também a mutação da Protombina. A Prothom-bim é uma proteína da coagulação do sangue que está relacionada à insuficiência de certas vitaminas.

A síndrome do anticorpo é uma das mais comuns em casos de trombofilia adquirida. Sua causa é desconhecida, não é contagiosa e também pode ser transmitida de pai para filho.

Publicidade
Publicidade



Seus sintomas são a formação de coágulos sanguíneos nas veias ou nas artérias. Os coágulos venosos ocorrem em veias profundas e podem causar inchaços, dor e vermelhidão nas pernas. Os coágulos arteriais ocorrem nos vasos da cabeça e podem causar acidente vascular cerebral.

Estão mais vulneráveis a desenvolver trombose venosa pessoas obesas, pessoas que fazem tratamento para tumores, as que apresentaram algum derrame ou traumatismo, pacientes com histórico na família, mulheres que fazem uso da pílula anticoncepcional e reposição hormonal oral, e fumantes em geral.

Seu diagnóstico é feito através de exames de sangue e ultrassom, se for o caso.

Alguns médicos prescrevem o AS acido acetilsalicilico, também conhecido por aspirina, que tem várias indicações. Uma delas é o tratamento da agregação plaquetária, mas ele também é indicado para dores de cabeça e anti-térmico.

Publicidade

O tratamento para a trombofilia é feito através de medicamentos para diluir o sangue, sendo os mais comuns a Heparina e a Varfina.

Dicas:

  • Mulheres com trombofilia devem suspender o uso de anticoncepcionais orais.
  • Deve-se fazer um estudo na família para descobrir possíveis casos.
  • Não fume, o tabaco aumenta a chance de coagulação.
  • Os medicamentos para diluir o sangue serão ao longo da vida.
  • Chame ou procure um médico se você tiver inchaço nos braços e nas pernas, falta de ar ou sintomas de um derrame.