Final de ano é sinônimo de aumento nos gastos. E, na maior parte deles, o personagem principal é o 13º salário. Ao contrário do que os especialistas julgam ser o ideal, muitos dos brasileiros utilizam o "salário extra" para a compra exacerbada de presentes e regalias supérfluas. Pelo menos é isso o que aponta um estudo recente realizado pelo SPC Brasil. Na pesquisa, 80% dos entrevistados assumem que irão direcionar totalmente seu 13º às compras de #Natal. Por outro lado, apenas 46% dos entrevistados assume que irá poupar ou investir o dinheiro extra.

Visando auxiliar principalmente a quem está pensando em "torrar" o 13º, selecionamos 4 dicas valiosas de como aproveitar, da melhor forma possível, o dinheiro extra. Veja como se dar bem neste final de ano e não começar 2015 no sufoco!

1- Poupe para o próximo ano

Usualmente, o começo do ano é um período que traz gastos extras que pesam no orçamento familiar. Além dos impostos (IPVA, IPTU etc.), existem ainda os gastos com material e matrícula escolar. Antes de ir às compras, opte por reservar a quantidade necessária para quitar os débitos do início do próximo ano!

2- Atente-se à quantidade de presentes

É claro que é muito bom presentear a família e os amigos com presentes que marquem suas vidas. Porém, é preciso se controlar quanto aos valores de cada presente. Uma boa dica é apostar nas famosas "lembrancinhas", que presenteiam da mesma forma, porém, sem doer no bolso.

3- Controle em frente às propagandas

Nesta época do ano, os lojistas aproveitam para conquistar os clientes através de propagandas vistosas, mágicas e emocionantes. Porém, elas são produzidas justamente para isso: para que os consumidores gastem sem perceber e, consequentemente, sem controle. Por isso, não se deixe levar pelas faixas, outdoors e comerciais de tv. Analise com maturidade e gaste com consciência!

4- Aplique na poupança

Não existe forma melhor de lidar com imprevistos financeiros do que manter um valor resguardado na poupança. Para quem ainda não possui uma, o dinheiro do 13º pode ser utilizado para a abertura da conta.

Além de não gastar o salário desnecessariamente, você dará um passo importante para o controle do seu orçamento familiar! Utilizando o 13º com cautela, certamente você não sentirá o gostinho amargo das contas natalinas logo no início do ano!