Um cão adulto que ingere mato e vomita uma vez não é motivo para desespero. Ele pode ter tido apenas uma indisposição passageira. Se isso acontecer uma vez a cada dois meses, mais ou menos, ele tiver com a vermifugação e a vacinação em dia e não tiver nenhum outro sinal, tudo bem. O mesmo acontece com um filhote que porventura comeu muito, bebeu bastante água, foi brincar e vomitou apenas uma vez.

Porém, se você notar que é frequente ou que vem associado a outros sinais, é preciso cuidado e levá-lo ao médico veterinário o quanto antes. Vômitos com odor diferente do convencional também devem ser motivo de alerta. Entre os sinais clínicos que você pode notar e que servem de alerta estão diarreia, apatia, não querer comer, emagrecimento sem motivo, secreção nasal e/ou ocular, fezes com muco e aumento de volume abdominal.

Publicidade
Publicidade

Outros sinais podem vir juntos, mas esses são os mais frequentes e podem aparecer de forma isolada ou vários ao mesmo tempo.

É importante que, nesse caso, o tutor não espere e leve o seu animal ao veterinário imediatamente. Vômito intenso desidrata e pode até matar.

Vômitos em cães: causas

Há várias doenças que podem levar o cachorro a vomitar como, por exemplo, a verminose. Um filhote ou um cão adulto que tenha uma infestação grande de vermes pode ter vômitos com ou sem diarreia. Há também uma doença chamada de parvovirose que é muito perigosa e tem como sinais iniciais o vômito. Embora ela seja mais frequente em #Cães filhotes, pode acometer #Animais adultos e idosos quando esses não estão com a vacinação em dia. Trata-se de um vírus altamente contagioso e que, na maioria das vezes, leva o pet ao óbito.

Publicidade

Quanto antes o tratamento for iniciado, maiores as chances de sobrevivência.

Há também casos de gastrite, ingestão de corpo estranho, intoxicação alimentar, úlcera gastro duodenal, insuficiência renal, giadíase, entre outros, que causam vômito. Até alergias podem causar vômitos nos animais. É por isso que ele é um sinal que merece bastante atenção.

Caso o seu animal apresente algum desses sinais clínicos, leve-o ao médico veterinário imediatamente.