Tão importante quanto protetor solar, água e chapéu, os óculos escuros protegem os olhos, dão charme e a cada novo verão se consagram ainda mais como acessório indispensável ao look praia. Nessa temporada, os óculos grandes, estilo aviador, rayban e os espelhados estão entre os queridinhos não só dos frequentadores das praias de São Sebastião e Ilhabela, mas também entre as celebridades que apostam nas fotos com óculos espelhados para publicarem no Instagram. Na areia ou fora dela, muitos turistas dizem que usar óculos escuros também é sinônimo de atitude, que revela "um pouco da personalidade de cada um".

De fato. Basta percorrer as cidades do Litoral Norte para ver que as tendências em eyewear das principais grifes do setor chegaram rápido ao reduto mais democrático do verão: a praia.

Publicidade
Publicidade

Para não ser blasé, as jovens modernas circulam com o acessório em diversos modelos. É o caso da universitária Thais Prado, de São Sebastião, mas que já viajou por alguns países do mundo, entre eles a Austrália. Ela aposta em óculos de sol discretos e elegantes que não chamem mais atenção do que sua beleza natural, que também se incorporem à natureza das praias. "Tem de existir equilíbrio", diz ela.

Diferentemente de outras temporadas, no verão dos selfies devem predominar os óculos coloridos, mais esportivos, espelhados, estilo surfista, que também dominam as vitrines nesse começo de estação. A empresária paulistana Bruna Bianchi, que descansa em Maresias, conta que ao comprar seus óculos de sol, além do design e qualidade da lente, escolhe aqueles que "revelam certo ar de mistério para aguçar a curiosidade dos homens", diz ela, dona de um autêntico Cavalli italiano.

Publicidade

Não use óculos de camelô

"Para a praia o ideal são óculos feitos em acetato, material confortável, que não aquece com o sol", informou o grupo Tecnol, que fabrica os óculos solares da grife Forum, entre outras marcas.

É um dos pontos que o consumidor deve levar em conta antes de adquirir o produto de procedência duvidosa com camelôs para evitar dores de cabeça e problemas nas férias, alerta o oftalmologista Luiz Alberto Rodrigues. "Ao pagar R$ 20 em um par de óculos, o turista ou quem quer que seja leva um produto sem nenhuma qualidade".

O uso prolongado, principalmente nesse período, quando a exposição ao sol forte aumenta, pode acarretar uma série de inconvenientes desnecessários aos olhos como ardência ocular, dor de cabeça, visão fraca e a sensação de como se existisse uma espécie de peso sob os olhos. "Os consumidores devem buscar qualidade das lentes, saber qual nível do filtro para raios UVB", orienta o oftalmologista. #Moda #Entretenimento #Turismo