Na última segunda-feira aconteceu a estréia de " Unbroken ", o mais recente filme da mamãe Angelina Jolie, e a pequena Shiloh Pitt atraiu a atenção de muitas pessoas e jornalistas de todo mundo pelo seu modo de se vestir. Jaqueta e gravata preta, camisa branca, cabelo loiro curto, puxado atrás das orelhas.

Por algum tempo, Shiloh , filha natural de Brad Pitt e Angelina Jolie, gostou de se vestir como menina. Com apenas oito anos, disse que a partir dali queria ser chamada de John .

Uma batalha que lembra aquela da pequena Laure , estrela do maravilhoso filme ''Tomboy '' (termo que indica uma mulher que prefere usar roupas masculinas) .

Publicidade
Publicidade

Embora no filme a menina goste de vestir-se como um menino apenas para 'enganar' os pais, amigos e professores na tentativa de esconder sua verdadeira identidade, Shiloh - John, afirma com orgulho a sua identidade sob os holofotes de Hollywood, com a mãe e o pai ao seu lado. A pergunta que fica no ar é: até quando uma criança pode decidir sobre a própria sexualidade?

Embora talvez seja cedo para dizer que Shiloh seja uma bandeira dos direitos GLBT, o que é certo é que ela é o orgulho de Pitt e Jolie, pois amar e ser quem você quiser ser é um assunto de família . O casal se declarou várias vezes a favor do casamento entre pessoas do mesmo sexo .

Angelina, entretanto, tem ido um pouco além disso. Declarando-se bissexual e confirmando o relacionamento com a atriz Jenny Shimizu : "Eu me apaixonei pela segunda vez em que a vi", disse ela.

Publicidade

"Eu provavelmente teria me casado com ela se eu não tivesse me casado com meu primeiro marido".

"Ela quer deixar a filha se exprimir como acha melhor e não há nada de errado com isso'', disse a psicóloga Linda Blair em entrevista ao Telegraph: "Explorar ambos os sexos é normal. O problema é que temos essa coisa reprimida por tanto tempo, que agora as pessoas pensam que seja um erro. Você não pode se transformar em quem você é até que você saiba o que você não é de verdade."

Se fosse seu filho ou filha, o que você faria? #Moda #Entretenimento #Mídia