Hoje vamos abordar um assunto que muitos acham que não existe, mas por incrível que pareça, existe, e é uma das formas mais ferrenhas de discriminação: O preconceito contra tatuagens diferentes ou modificações corporais.

Todo mundo conhece aquela velha máxima de que gosto pessoal cada um tem o seu e só nos resta respeitar as escolhas do outro, não ficar recriminando cada um por suas escolhas e o conceito de arte. As tatuagens no rosto chegaram com força total aqui no Brasil e têm recebido cada vez mais adeptos em todos os cantos. Há estúdios, por exemplo, que fazem tatuagens no rosto de graça para difundir mais a arte e acabar de vez com o susto que as pessoas levam quando veem uma pessoa com tattoo no rosto.

Publicidade
Publicidade

Acho magnífico essa tentativa de cada vez mais popularizar o que ainda é diferente e visto pelos outros como loucura.

Mas o conceito de loucura, assim como o gosto pessoal, cada um tem o seu sem precisar bater na sua porta, ou fazer uma pesquisa nas ruas para saber se você gostará ou não da modificação. Eu duvido que alguém aqui se importe com a #Opinião dos outros em relação às suas tatuagens, afinal de contas, fazemos nossas tatuagens para nós mesmos, seja pra relembrar uma época importante ou por apenas gosto pela arte mesmo. Não há crime nenhum em se fazer o que se quer com o próprio corpo, a busca por sermos únicos e exclusivos tem feito com que cada vez mais pessoas façam branding, implantes, eyeball tattoo e escareficações. (Se você está por fora do que cada uma delas é, fique tranquilo que isso será tema para uma outra matéria).

Publicidade

O fato é que cada vez mais aparecem pessoas fazendo escareficações, tatuagens diferentes, tatuagens de religiões pagãs (imagens de demônios e etc) e os comentários sobre cada uma delas chega a assustar uma galera que não precisa mais ser discriminada, mas parece que estamos sendo ridicularizados dentro da nossa própria casa. Aquilo que é diferente para você, que é feio pra você, que você não faria em seu corpo, tem um monte de gente que faz e que segue isso como estilo de vida e estão felizes com as suas escolhas! Muito triste é ver o pessoal disparando frases do tipo: "Que nojo!", "Você é um louco".

Isso é triste demais e chega a ser um pequeno retrocesso em todas as vitórias que o mundo da #Tatuagem conseguiu em tantos anos de estrada, em tantos anos de discriminação e preconceito. Você pode achar feio e não fazer em você, todo mundo tem o direito de não achar qualquer tipo de coisa bonito. O que as pessoas não têm direito, pelo menos moral e até por motivos de educação, é execrar as pessoas que fazem suas escolhas diferentes das suas. Vamos mostrar que gosto é pessoal e intransferível!