É comum perceber nas ruas dos grandes centros urbanos a movimentação de veículos sujos e não é simplesmente por falta de tempo. A campanha 'não chove, não lavo' vem ganhando diversos seguidores pelo País. Estima-se que para cada carro lavado, gasta-se em média 500 litros de água e no estado de São Paulo, significa 3,5 bilhões para lavar a frota de 7 milhões de veículos.

Atualmente, os ativistas da sustentabilidade preocupados com a #Crise da falta de água só lavam os seus carros na chuva. A ideia é se solidarizar com as populações que já sofrem com o problema e contribuir para a conscientização e preservação de um recurso natural primordial para a vida dos seres vivos. Assim, as redes sociais começam a ser o principal meio de comunicação e alcance de novos internautas a todo momento onde cada um procura fazer sua parte.

O site naochovenaolavo disponibiliza diversos selos para serem aplicados em veículos e redes sociais,  de forma a ajudar na disseminação da campanha promovida pela maior organização de conservação ambiental do mundo, a The Nature Conservancy (TNT), cuja missão é 'conservar as terras e águas das quais a vida depende'.  Maiores informações podem ser obtidas no site da TNT.

Com os recursos naturais cada vez mais escassos é natural aumentar a preocupação e buscar a criação de alternativas e soluções inovadoras para contribuírem com a preservação e geração contínua do recurso, conforme matéria sobre máquina que transforma fezes em água potável. Muitos cientistas estão trabalhando arduamente me busca de novas soluções, mas enquanto isso é necessário que a população se conscientize cada vez mais de forma a agregar a sua contribuição à causa. 

Em alguns lugares no mundo a aplicação de multa para o desperdício de água já é uma ação implantada, a exemplo do estado da Califórnia, nos EUA, onde a multa por quem utiliza mangueira para lavar calçadas ou carros pode chegar a U$ 500, assim como não utilizar fontes com água reciclada.  Como geralmente o Brasil adota os costumes americanos, é possível que esta punição se estenda ao País.