Não é apenas com modelos que o Brasil chama atenção no mundo da #Moda, mas também com grandes estilistas.

Lino Villaventura parece nome de cineasta italiano, mas pertence a um costureiro brasileiro nascido no Pará, com ateliês em São Paulo e em Fortaleza, que assina os figurinos da peça "Nine - um musical felliniano", de Charles Moeller e Cláudio Botelho. Lino, de 63 anos, que se chama Antônio Marques dos Santos Neto, tem esse apelido desde criança por sua semelhança com o personagem Marcelino, do filme "Marcelino, pão e vinho", da década de 50.

O sobrenome Villaventura nasceu em virtude da proximidade do seu ateliê em Fortaleza de uma localidade com esse nome. De tanto indicarem o nome do local como referência para se encontrar o ateliê do costureiro, acabaram associando seu nome ao dele. Lino Villaventura é convidado para expor suas coleções em museus do mundo inteiro, mas se nega a rotular sua roupa de "wearable art" e diz que ela não se destina a museus e sim às ruas, e às vezes, ao teatro. Usa origamis, transparências, bordados com cristais e plissados, em produções inconfundíveis pela originalidade. Vale conferir sua obra no musical em cartaz no Teatro Porto Seguro, em São Paulo.

Livia Campos parece estar no oposto dessa tendência, com roupas de seda pura que têm no despojamento seu ponto forte. A estilista de 26 anos criou a marca Beira, com grande atenção ao avesso das peças, à modelagem e à falta de gênero definido. As peças transitam entre o masculino e o feminino e inspiraram o nome Beira, que se refere aos limites entre homens e mulheres. Ela chama a sua coleção de "plurissex" e gosta de cortes amplos.

Lívia teve algumas de suas peças compradas pelo Instituto Tomie Ohtake em 2014 e no fim do ano venceu um concurso para novos empreendedores em moda da ABIT. Ela foi selecionada para apresentar sua coleção em Paris no fórum de tendências 2015/16. Em maio de 2015, Lívia foi ao Japão para um intercâmbio de moda, no Bunka Fashion College, escola em que os grandes estilistas japoneses Kenzo e Yamamoto estudaram. Também visitou as fábricas e os ateliês Uniqlo e Issey Miyake. No momento, ela está montando uma loja virtual, pois pretende vender sua coleção para o mundo todo. #Famosos