Honda HR-V e Jeep Renegade que se cuidem, porque a Hyundai - é, ele mesma! - acaba de apresentar, na Índia, um novo utilitário-esportivo (SUV) que promete repetir o "estrago" que o HB20 fez entre os compactos nacionais. O Creta nada mais é do que a versão final do ix25, modelo que tem tudo para ganhar nacionalidade brasileira em breve e esquentar ainda mais a briga dos miniSUVs, com uma combinação de estilo, tecnologia, praticidade e segurança para agradar gregos e troianos. Com uma construção bastante robusta e uso de extensivo de aço de alta resistência, o Creta promete uma nova experiência ao volante, mas já tinha contabilizado 15 mil pedidos, antes mesmo de chegar nos revendedores.

Publicidade
Publicidade

No mercado indiano, seus preços partem de 859 mil rúpias, o equivalente a R$ 43.530. Lá, o Creta terá três opções de motorização, começando pelo propulsor 1.6 litro 16V de 123 cv, o mesmo que equipa o HB20 brasileiro só que movido exclusivamente a gasolina, sem o sistema bicombustível. Há ainda duas opções CRDi, de ciclo Diesel: 1.4 litro 16V de 90 cv e 1.6 litro 16V de 128 cv. Este último é o único que conta com turbocompressor de geometria variável (VGT) e pode ser combinado à transmissão automática de seis velocidades - o câmbio manual de seis marchas é item de série para toda a gama. Nesta configuração, o jipinho parte de 946 mil rúpias ou R$ 47.960.

O Hyundai Creta promete bastante eficiência, com médias de consumo impressionantes que vão de 15,2 km/l de gasolina, para a versão de entrada, a mais de 21,3 km/l de gasóleo, para o modelo CRDi de 90 cv.

Publicidade

Com 4,27 metros de comprimento, o Creta é 2 cm menor que o HR-V e 4 cm maior que o Renegade. Sua distância entre-eixos, de 2,59 m, também fica entre os 2,61 m do Honda e os 2,57 m do Jeep - nesta medida, são 9 cm a mais em relação ao HB20. Seu porta-malas, que tem capacidade volumétrica de 400 litros, leva uma desvantagem de 37 l em relação ao HR-V, mas oferece muito mais espaço que os 260 l do Renegade. A versão indiana tem 18 cm de altura livre do solo, 3 cm a menos que os 21 cm do Renault Duster vendido por aqui e 1 cm a mais que o Honda nacional.

Completíssimo, com direito a sistema multimídia, tela sensível ao toque e navegador por satélite (GPS) embarcado, chave presencial e partida por botão Start/Stop, assistente de estacionamento que faz balizas sozinho e uma sopa de letrinhas que inclui HAC (assistente de arranque em aclives), ESC (controle eletrônico de estabilidade) e SBL (faróis auxiliares com orientação para as curvas), além de seis bolsas infláveis, o Hyundai Creta chega a 1,36 milhão de rúpias indianas, o equivalente a mais de R$ 69 mil - lá, seus preços são pareados aos do Duster.

Publicidade

Montado sobre a mesma base do i20, o novo utilitário-esportivo não tem parentesco direto com nosso HB20, mas isso não representaria um empecilho para sua nacionalização. Por aqui, a denominação ix25 deve ser a escolhida e, mesmo que ele não chegue antes da virada para 2017, a expectativa em torno de seu lançamento só deve crescer até lá. Apresentado com o slogan "O SUV Perfeito", o Hyundai Creta tem tudo para repetir o sucesso alcançado por seus irmãos maiores ix35 e Santafe. #Automobilismo #Inovação #Tendências