Em um período em que a sociedade humana como um todo passa por um intenso momento de transformação; onde adultos, jovens e crianças tendem a massificação de comportamento ou falta criatividade, imaginação e estímulos às brincadeiras do dia a dia, foi criado em 1934 por um dinamarquês de nome Ole Kirk Christiansen o que foi batizado de Leg Godt, que é na atualidade conhecido em âmbito mundial como Lego, cuja tradução literal é "brincar bem". Esses brinquedos ou objetos servem para romper justamente com o paradigma da monotonia e falta de inspiração da transposição do imaginário para o real.

Christiansen, que trabalhava como marceneiro, fabricava brinquedos a base de madeira, que ficou bastante escassa após o final da 2.ª Guerra Mundial, o levando a optar pela utilização de um outro material como componente principal das peças: plástico injetado.

Publicidade
Publicidade

A lego é na realidade peças lúdicas compostas de várias pequenas subpeças que diferem de tamanho, formato e se encaixam de modo perfeito uma nas outras, aparecendo combinações diversificadas e originais, onde desde o final da década de 1950 tornou-se popular em nível mundial.

Pensando em todo esse universo de brincadeiras e diversão, o brinquedo Lego se baseia nos princípios de qualidade elevada das peças, segurança nos artefatos, incentivo à criatividade, o que é ótimo para desenvolver o lado cognitivo principalmente das crianças. Tanto é assim que lá pelos meados da década de 1960 foi inaugurado um centro de desenvolvimento de nome Divisão Futura, uma espécie de startup da atualidade que visava desenvolver novas e avançadas versões do brinquedo.

Em todo o mundo, inúmeros profissionais credenciados.

Publicidade

inclusive pela própria Lego, desenvolvem e constroem obras de #Arte singulares, todas feitas à base de tijolinhos ou de bloquinhos de montar. Um desses protagonistas da criação é Andy Hung, um chinês que usa de sua inteligência e versatilidade chamando a atenção de todos com suas réplicas de monumentos mundiais, todos eles feitos com Lego.

Com suas exposições na China, Hung foi capaz de provocar a visitação em massa das pessoas para verem o que ele consegue criar com simples tijolinhos de montar. Alguns exemplos do trabalho de Hung são idealizados nos próprios monumentos do seu país; entretanto ele também se inspira nos monumentos de outras nações como, por exemplo, da paradisíaca ilha grega de Santorini com suas casinhas brancas de cobertura azul que parecem despencar das encostas da ilha para o profundo do mar Egeu. Até mesmo o Brasil serviu de modelo para o trabalho do chinês, que fez uma cópia com Lego da Arena Corinthians.

#Negócios #Curiosidades