O jornalista, dramaturgo e escritor brasileiro Caio Fernando Abreu já dizia: “A vida é feita de escolhas. Quando você dá um passo à frente, inevitavelmente alguma coisa fica para trás”. Por isso mesmo, as decisões difíceis requerem tempo e, algumas vezes, uma autoanálise para escolher um caminho, sendo o melhor ou não. No caso de Wang Deshun, sua história começou em 1936 na cidade de Shenyang, na #China. Aos 24 anos de idade, ele trabalhava como ator no Teatro Changchun e apenas aos 44 decidiu aprender inglês.

Depois, com 49 anos, Wang criou a própria trupe de pantomima (apresentação teatral feita por mímicos) e partiu para Pequim, tendo a oportunidade de treinar vários modelos.

Publicidade
Publicidade

Frequentando uma academia no ano seguinte, ele logo foi convidado a desfilar e recebeu muitos elogios. Aos 57, voltou aos palcos com uma criação de performance artística silenciosa chamada de “Escultura Viva”, em que pintava todo o corpo e ficava em exposição por horas a fio. O sucesso se espalhou da China para o resto do mundo.

A motivação o fez se aprofundar nos exercícios físicos aos 70 anos, alternando duas horas diárias entre musculação e natação. Em 2014 o chinês aprendeu a andar de moto, e no ano passado, além de participar do programa de comédia chinesa “Chong fan 20 sui”, pisou em sua primeira passarela, na Semana de #Moda de Pequim. Seu porte saudável e os cabelos e barba grisalhos deixaram todos surpresos, o bastante para receber os títulos de “vovô gato” e “sensação da internet” com a repercussão.

Publicidade

Em um novo vídeo motivacional compartilhado nas mídias desde 16 de agosto deste ano, Wang disse ter “se preparado há 60 anos para esse momento” e explica a todos que “para desfrutar de boa saúde e boa forma física, primeiro, você deve atender ao seu espírito, e o resto acontecerá”. Após participar de filmes como “Guerreiros do Céu e da Terra” (2003) e “O Reino Proibido” (2008), agora ele é o modelo mais velho a assinar um contrato com uma agência de moda especializada em desfiles.

Mas este chinês não é o único idoso conhecido dentro das passarelas. A nova-iorquina Carmen Dell’Orefice começou a desfilar com 15 anos de idade, então em janeiro deste ano, antes de completar 85, ela entrou para o Guinness Book como a modelo com mais tempo de carreira. A filha de Carmen, Laura Miles, se tornou psicóloga, mas a filha de Wang, conhecida como QQ, parece pronta para seguir a paixão do pai pela arte, sendo uma DJ premiada e fashionista renomada.