#cabelo não serve só para cobrir a cabeça, ele não deve só ocupar espaço, deve também ser tão bonito quanto possível. Infelizmente, com o corre-corre da vida moderna, nem sempre é possível tomar os melhores cuidados na preservação da aparência do cabelo, como, por exemplo, hidratá-lo de dia e deixa-lo secar naturalmente. Às vezes acaba sendo necessário cometer o pecado de #lavar o cabelo de noite e ir para a cama com ele ainda molhado. Como diria Marlon Brando, “o horror! o horror!” (a frase dita por Marlon Brando no filmaço Apocalipse Now apareceu primeiro no romance O Coração das Trevas, escrito pelo polonês naturalizado britânico Joseph Conrad, um dos maiores escritores do fim do século XIX e do começo do século XX).

Publicidade
Publicidade

Embora dormir com o cabelo úmido seja um hábito a ser evitado, pois os fios tornam-se mais elásticos e sujeitos a dano, e a proliferação de fungos fica facilitada devido à conjunção de umidade prolongada e aquecimento da cabeça em contato com o travesseiro, a médica Gabriella de Vasconcellos, especialista em tricologia (tratamento dos pelos e cabelos), explicou ao site Boa Forma que é possível diminuir seu impacto na aparência do cabelo. Confira as dicas:

Usar xampus mais adstringentes (transparentes) em vez de xampus leitosos, que são hidratantes, faz com que os fios fiquem mais pesados e com aspecto oleoso.

Não faça hidratação com máscara e não aplicar leave-in no cabelo nos dias em que tiver de dormir com o cabelo molhado.

Deixe o cabelo envolvido em uma toalha de microfibra enquanto se arruma para dormir (lave o rosto com água e aplique creme hidratante em todo o corpo).

Publicidade

A toalha absorverá melhor a água e permitirá que vá dormir com o cabelo menos encharcado.

Penteie o cabelo antes de dormir. Além de ajudar a preservar a #Beleza do cabelo, poupa tempo precioso que seria desperdiçado no dia seguinte lidando com nós no cabelo.

Durma com a cabeça sobre um travesseiro de fronha de seda: o tecido ajuda a proteger o cabelo do famigerado frizz, pois diminui as chances da cutícula, a parte exterior do fio de cabelo, ficar presa à fronha e, de quebra, diminui o risco dos fios ficarem embaraçados ou se quebrarem.