Publicidade
Publicidade

Algumas pessoas nascem “perfeitas” e outras não tem essa sorte toda, nascem com alguma coisa no corpo que as incomodam. Com a evolução da medicina, hoje em dia, há cirurgiões plásticos que corrigem as imperfeições indesejadas do nosso corpo.

Deve-se levar em consideração que esse procedimento leva a uma mudança permanente no corpo. Então, pense bem e escolha um ótimo profissional da área antes que o resultado não seja o esperado e você acabe se arrependendo pelo resto da vida.

Por ser um procedimento caro, é procurado com mais frequência pelas celebridades e famosos. Com certeza, muitas delas não souberam a hora de parar e/ou não tiveram um resultado gratificante ao final desse processo.

Publicidade

Veja depoimentos de #Celebridades que não ficaram satisfeitas com os resultados da cirurgia plástica:

A estrela de ‘‘The Hills’’ já fez mais de uma dúzia de operações plásticas ao longo dos anos. Heidi Montag teve seus implantes mamários removidos em 2013, reduzindo-os em dois tamanhos. "Eles pareciam bolas de boliche no meu peito!", ela disse, e ainda completou “eles pesavam 1,5 kg cada!”.

Lisa Rinna admitiu receber injeções em seus lábios no início de sua carreira, mas mais tarde decidiu remover. "Coisa estúpida de fazer aos 24 anos. Então, alguns anos atrás, fiz um médico remover tanto quanto ele podia, porque chegou a um ponto em que meus lábios estavam nojentos”.

Gwyneth Paltrow, atriz do filme ‘’Homem de Ferro’,’ admitiu usar botox. “Eu provavelmente já tentei de tudo. Ficaria com medo de fazer uma cirurgia invasiva, mas voltei a me perguntar quando eu tiver 50 anos.

Publicidade

Vou tentar qualquer coisa. Só que não vou fazer botox novamente, porque fiquei parecendo louca”.

Alguns problemas podem aparecer certo tempo depois de feito o procedimento. As cicatrizes de má qualidade, como as queloides e as hipertróficas (com aspecto feio, alargado, espesso e, às vezes, doloroso), são mais frequentes em negros e asiáticos, mas também podem estar presentes em qualquer pessoa, especialmente em áreas como o lóbulo da orelha e a região entre as mamas.

Muitas vezes dá para prever como será a cicatrização com base em uma análise da pele e dos hábitos de vida dos pacientes. Os fumantes provavelmente terão mais problemas relacionados à cicatrização [VIDEO] e pessoas com estrias também podem não ter um bom resultado.

Esse processo cirúrgico tem riscos, mas não traz benefícios só para estética, mas também para o psicológico. Promove uma espécie de bloqueio no cérebro, afastando problemas relacionados à autoimagem, como a depressão, e ajudando até na recuperação de doenças.

Publicidade

Por isso, pessoas que buscam as cirurgias para melhorar a imagem acabam tendo benefícios além da aparência.

No entanto, como existem riscos, não é indicado procurar a cirurgia para qualquer detalhe. A dica para saber se é hora de buscar um médico é quando algo da aparência começa a incomodar de tal forma que o paciente altera seu comportamento e muda seus hábitos para evitar se expor e também mostrar esse problema.

O primordial na recuperação da cirurgia é controlar o inchaço e as manchas roxas que surgem depois do procedimento. O inchaço, ocasionado em parte pelos medicamentos utilizados, pode desaparecer sozinho com o passar do tempo, mas, em certas situações, o cirurgião plástico pode recomendar sessões de drenagem linfática para acelerar o processo.

Manter uma alimentação equilibrada, que não inclua produtos gordurosos e industrializados que comprometem a cicatrização, é outra forma de reduzir a duração do pós-operatório. #Erros #Famosos