O laudo médico confirmou que Tainá Barbosa, de 24 anos, morreu vítima de uso de anabolizantes em Fortaleza. Após a jovem ficar em coma por uma semana, ela acabou morrendo no dia 14 de março.

Foram encontrados anabolizantes escondidos no quarto de Tainá. A procura por alguma substância que a jovem poderia ter ingerido foi por que os médicos não conseguiram descobrir qual era a doença da jovem. De acordo com a prima da Tainá, Vitória da Costa, foram encontrado duas caixas de anabolizantes bem escondidos no quarto.

Segundo a prima de Tainá, ela revelou que a jovem treinava diariamente. Ela era obcecada para ter um corpo perfeito e frequentava a academia 7 dias por semana.

Publicidade
Publicidade

Mas não satisfeita com o resultado obtido, Tainá começou a ingerir anabolizantes para acelerar os resultados.

Isabel Barbosa, mãe de Tainá Barbosa, relatou que a filha começou a entrar em estado depressivo por causa da sua busca pelo corpo perfeito, que piorou depois que a jovem começou a usar anabolizantes. Segunda a mãe, a filha injetava o produto nas pernas através de seringas, e que a mesma misturava remédios, agravando seu estado de saúde.

Antes de falecer, Tainá Barbosa, que era estudante de direito, sofreu duas paradas cardíacas. Por causa do fato triste e traumatizante que a Isabel Barbosa passou com sua filha, a mesma pediu que as mães desconfiem dos seus filhos, olhando se estão engordando, se estão mais cheios. Um desabafo da mãe de Tainá, que não quer que outras mães sofram o que ela sofreu com sua filha.

Publicidade

Os riscos de uso de anabolizantes são assustadores. Essa substância aumenta chance de uma pessoa adquirir câncer, lesões no fígado, diabetes, entre outras doenças quando utilizado para ganho de massa muscular. Quando maior o tempo de uso desta substância maior é o estrago. Hoje em dia vemos o uso fora do controle de anabolizantes com o objetivo de secar e trincar partes do corpo das adolescentes e mulheres, em todas as faixas etárias.

Os médicos recomendam que no lugar de usar anabolizantes, procuram hábitos e estilo de vida saudável. A fabricação de super mulheres não é um conceito defendido pela #Medicina preventiva. Uma vida saudável, com atividades físicas com acompanhando de um profissional, levará a pessoa ao corpo pretendido, sem precisar usar métodos que por fora se torna uma "bela viola, mas por dentro um pão bolorento", como diz a sabedoria popular.