A Secretaria de Saúde do Estado do Ceará divulgou, no último dia 4, novos dados a respeito da incidência de casos de microcefalia que atinge o estado do Ceará. De acordo com as informações, observou-se uma elevação dos casos no intervalo entre o dia 28 de novembro e o dia 4 deste mês. Além disto, estão sob investigação mais 15 casos, ainda não confirmados, da #Doença no Ceará.

O último número divulgado pela Secretaria totalizava cerca de 25 casos no Ceará. Estes números foram confirmados  pelo Ministério da Saúde no último dia 30 de novembro. Até então, o estado  havia apresentado apenas um total de nove casos neste ano.

Publicidade
Publicidade

Isto representa uma elevação de 177%, caracterizando um verdadeiro surto para o estado do Ceará.

Ainda segundo informações da Secretaria de Saúde, foi registrado o óbito de um bebê, na cidade de Tejuçuoca. Este foi o único caso confirmado da doença no Ceará. De acordo com exames realizados, foi verificada a relação entre a incidência de microcefalia com o Zika Vírus, que é transmitida pelo mesmo agente da dengue, o mosquito Aedes aegypti. Os primeiros casos de uma doença muito parecida com esta última foram detectados no mês de maio deste ano, no Brasil. Ela caracteriza-se por um conjunto de sintomas, tais como manchas vermelhas, disseminadas pelo corpo, e ocorre de forma mais branda.

O Ministério da Saúde já está empregando esforços, em conjunto com as secretarias estaduais e municipais e com apoio de instituições de caráter nacional, assim como algumas internacionais.

Publicidade

O objetivo é detectar e estudar os novos casos que possam aparecer. Além disto, técnicos e especialistas estarão realizando estudos epidemiológicos e análises laboratoriais dos casos detectados.

Várias cidades do Ceará já notificaram as autoridades de saúde, a respeito dos casos de Zika diagnosticados. De acordo com os dados publicados pela Secretaria de Saúde, a capital Fortaleza lidera com um total de 12 casos, já confirmados da doença, até o presente momento. O total corresponde a 40 casos já diagnosticados em todo o estado. #Medicina