O adolescente apreendido na tarde da última terça-feira, dia 8, confessou o #Crime e já forneceu a identidades dos outros dois menores que participaram da morte do juiz aposentado Edvalson Florêncio Marques, de 77 anos.

O delegado, Hélio Marques, do Décimo Quinto Distrito Policial (DP) afirmou que o menor apreendido tinha saído a apenas duas semanas do Centro Socioeducativo. Além disto, ele confessou que cometia crimes desde os dez anos de idade. No momento da apreensão do acusado, a polícia declarou que ele trajava a mesma vestimenta utilizada na hora do assalto. A sua função era dar cobertura aos outros dois comparsas durante a abordagem à vítima.

Publicidade
Publicidade

O advogado e ex presidente da Ordem dos Advogados do Ceará (OAB-CE), Paulo Quezado, esteve presente na cena do crime e lamentou profundamente a perda do colega de faculdade de forma abrupta e inesperada.

Na manhã desta quarta-feira, dia 9, a presidente do Tribunal de Justiça do Estado do Ceará (TJ-CE), a desembargadora Iracema Vale, divulgou uma nota de pesar lamentando o ocorrido que pegou de surpresa o meio jurídico cearense.

Veja aqui o conteúdo da nota:

“O Judiciário cearense recebeu com tristeza a notícia da morte do juiz aposentado Edvalson Florêncio Marques Batista, de 77 anos, na noite dessa terça-feira (08/03), vítima de latrocínio no bairro Cocó, em Fortaleza. O Tribunal de Justiça do Ceará (TJCE) presta solidariedade a familiares e amigos, e aguarda que todos os envolvidos no crime sejam detidos pela polícia e respondam pelo ato. Espera ainda que a #Violência que tanto amedronta nossa gente arrefeça para termos novamente uma cidade com espaços possíveis de serem melhor ocupados. A esse desejo de todos os fortalezenses, o TJCE está aliado ao Governo e a diversas outras instituições no “Pacto por um Ceará Pacífico".

Publicidade

Relembrando o ocorrido

Terça-feira, dia 8, por volta das 16:50, três adolescentes abordaram o juiz e sua esposa que caminhavam na Praça Engenheiro Felipe Borges, localizada na Rua Bento Albuquerque, no bairro Cocó. Durante o assalto, o juiz levou um tiro na perna, atingindo a artéria femoral, que o levou a morte. #Casos de polícia