A cidade de Fortaleza amanheceu neste sábado, dia 02, debaixo da maior precipitação de chuvas desde o começo de 2016. Desde a última quarta-feira, a cidade de Fortaleza é castigada com fortes chuvas. A maior chuva tinha sido registrada na quinta-feira (31). Entretanto, das 7 horas de sexta-feira (1) até o início das primeiras horas de sábado (2), já tinham sido registrados 132 mm de acordo com a Fundação Cearense de Metereologia (Funceme).

O total de precipitações entre a quarta-feira (31) e a manhã deste sábado (2) atingiu os 358 mm de volume de água armazenada somente na capital cearense.

As chuvas atingiram também várias cidades do interior cearense.

Publicidade
Publicidade

Além de Fortaleza, as chuvas atingiram em maior quantidade as cidades de Eusébio, Pindoretama, Aquiraz, Beberibe, Itaitinga, Tamboril e São Gonçalo do Amarante, respectivamente.

Os transtornos causados pela chuva na capital cearense

A grande quantidade de chuvas foi o suficiente para causar vários transtornos na capital. Tanto o trânsito quanto vários moradores de muitos bairros estão prejudicados com o excesso de água, principalmente aqueles que moram próximos às áreas de risco.

Em bairros como o Conjunto Veneza tropical, a água de uma ponte subiu tanto que inundou  a avenida, o que impossibilitou a passagem de carros e pedestres. No bairro Santa Rosa, o rio Maranguapinho transbordou com o excesso de água e por isto, ruas e casas ficaram alagadas. A mesma situação foi encontrada no Conjunto Jereissati.

Publicidade

Por causa dos alagamentos, os ônibus tiveram que mudar de rota para completar o trajeto. Até em bairros mais nobres, como o da Cidade dos Funcionários, o lago Jacarey subiu tanto de nível que atingiu as belas residências que se situam em torno do mesmo. Todo o local, tradicional ponto de pista de cooper, com área de lazer e restaurantes, ficou totalmente alagado.  

A avenida Alberto Craveiro, no bairro Dias Macedo, foi uma das mais alagadas. Ela que dá acesso ao viaduto da BR-116, entrada e saída de Fortaleza, ficou bloqueada por conta das águas que invadiram as pistas. Os motoristas tiveram que desviar o trajeto e tentar as vias secundárias para continuar o deslocamento.

A previsão da Funceme para este final de semana é de mais nebulosidade para a capital cearense e de chuvas em áreas como a região Jaguaribara, a da serra da Ibiapaba, o Sertão Central e Inhamuns. A chuva neste período é devido à Zona de Convergência Intertropical, fenômeno que induz ao quadro chuvoso típico na região do Nordeste. #Natureza #Mudança do Clima #Chuvas Torrenciais