O prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio (PDT-CE), declarou nesta segunda-feira, dia 30, em entrevista ao jornal O POVO que, com a aproximação da eleições municipais neste ano, deverá adotar como uma de suas estratégias a comparação entre a sua gestão e de sua antecessora, a ex-prefeita e atual deputada federal pelo #PT, Luizianne Lins. Sem dar maiores detalhes, o principal adversário da petista, que deverá tentar a reeleição, disse que a parlamentar, que também entrará na disputa, terá que explicar por que não cumpriu as promessas que fez durante a sua campanha quando esteve `a frente da gestão municipal.

As declarações feitas por Roberto Cláudio já serviram para mostrar que a campanha para prefeito de Fortaleza deste ano deverá mostrar uma polarização entre a atual  gestão, que tentará se manter no poder por mais um período e a ex-prefeita, que buscará manter a influência local do seu partido, apesar da crise que a sigla vem enfrentado a nível nacional. 

A ex-prefeita partirá para a disputa defendendo a tese da candidatura própria.

Publicidade
Publicidade

Desta vez, Luizianne foi preterida pelo atual governador e colega de partido, Camilo Santana. Além disto, a atual deputada não poderá contar também com o apoio dos irmãos Cid e Ciro Gomes que, neste momento, preferiram o silêncio. O pontapé inicial de sua campanha foi dado neste último sábado, dia 28, e contou com a participação do presidente nacional do PT, Rui Falcão. Este afirmou que a volta da ex-prefeita será a garantia da continuidade das propostas que ela não teve tempo de concluir no seu último mandato municipal.   

As declarações feitas por Roberto Cláudio já soaram como uma mensagem direta de cobrança para a ex-prefeita. Ele deu sinais claros que pretende usar as devidas comparações como uma das tônicas do pleito que se aproxima. O atual prefeito não economiza em argumentos ao afirmar que a própria população é que deverá decidir pelo melhor gestor.

Publicidade

Esta decisão, segundo o mesmo, deverá ser balizada pela capacidade de cada um quando à frente da gestão foi capaz de cumprir e manter o que foi prometido. 

Ao citar a quantidade de obras feitas, Roberto Cláudio, em um tom desafiador, afirmou que as gestões de Juraci Magalhães e de sua opositora, juntas, não conseguiram entregar para a população nem a metade do que ele já fez. Segundo o mesmo, que deverá apostar na diversidade das mesmas como uma das estratégias de sua reeleição, serão mais de trinta realizações a serem entregues ainda. #Governo