Mais um caso de desaparecimento desafia a polícia carioca. Desta vez, foi o caso da adolescente cearense Sarah Neves Mamede, 15 anos. Ela fazia uma viagem de volta, na companhia dos pais, de Foz do Iguaçu para Fortaleza. Todos aguardavam a hora do embarque no Aeroporto do Galeão (atual Aeroporto Internacional Carlos Jobim), quando a adolescente resolveu ir até o banheiro. Ela disse que havia esquecido seu documento de identidade naquele local. Depois disto, ela não foi mais vista pelos seus responsáveis. Este episódio aconteceu na última quarta-feira, dia 8

O desespero dos pais

Ao constatarem que a filha estava demorando, os pais se dirigiram até o banheiro e constaram o sumiço da filha.

Publicidade
Publicidade

Eles entraram em desespero e mesmo assim  procuraram a segurança do Aeroporto para que a mesma pudesse ser localizada através das câmeras de segurança do terminal. Na ocasião, a jovem trajava calça e jaqueta do tipo jeans,  com um blusa estampada por baixo, usava tênis na cor bege e também um lenço amarrado no pescoço. Ela carregava ainda uma mochila colorida. 

Como não foi permitido o acesso dos pais às imagens, eles procuraram um posto da Polícia Civil na entrada do Aeroporto e prestaram queixa. Como não tinham parentes naquele estado, os pais embarcaram de volta para Fortaleza na tentativa de pedirem apoio a parentes e familiares nas buscas pela adolescente desaparecida.

De acordo com uma tia de Sarah, esta não é a primeira vez que a menina desaparece. Em outras ocasiões, ela costumava sumir na própria cidade que mora, Fortaleza e sempre as suas amigas mais próximas sabiam aonde ela estava.

Publicidade

Entretanto, desaparecer em outro estado seria mais complicado, pois, segundo a mesma, a menina não conhece ninguém no Rio de Janeiro.

A menina chegou a enviar uma mensagem pelas redes sociais. A mãe não acredita que seja de sua filha

Segundo a mãe, Gecilda Neves, a menina tinha bom comportamento e a relação entre ambas era boa, entretanto, Sarah cometia alguns deslizes de vez em quando. Ela afirma que ainda está sem entender o motivo que levou a filha a desaparecer desta vez. Ainda segundo a mesma, a adolescente chegou a enviar uma mensagem por amigos através das redes sociais. Porém, a mesma afirmou, com a voz embargada ao tentar conter o choro,  que só acredita que se trata da filha depois de ouvir a voz dela e que o mais penoso é não ter a certeza de que a mesma esteja bem e qual o destino do seu paradeiro. #Blasting News Brasil #Investigação Criminal #Casos de polícia