Mais um caso de abuso de criança praticado por polícias veio à tona na última semana na cidade de Fortaleza, no Ceará. Um policial militar é acusado de abusar de uma menina de 7 anos de idade, aproveitando enquanto as mães participavam de eventos em uma igreja para atrair os menores. Foi a própria mãe quem denunciou o #Abuso Sexual praticado pelo agente de segurança, depois que percebeu mudanças nos comportamentos da menina.

Ela conta que a filha ficou agressiva e chutando os objetos em casa, além de não dormir direito, tendo muitos pesadelos durante a noite. A mãe relatou que, nos momentos dos pesadelos, a menina gritava pedindo para que a soltassem.

Publicidade
Publicidade

Somente depois de apertar a menina para saber o que estava acontecendo é que ela contou sobre os abusos sofridos. A mãe perguntou à filha porque ela não lhe contou o que estava acontecendo, que estava ali para sempre ajudar no que precisasse, e a menina disse que tinha medo, pois o homem a ameaçava.

De acordo com informações, não só essa menina teria sido abusada sexualmente, mas existiriam mais 3 #crianças, de 8, 9 e 10 anos, do mesmo bairro, que também foram assediadas pelo policial. Dessas crianças, duas passaram pelos exames de corpo delito e prestaram depoimento na polícia.    

Assim que tomaram conhecimento do abuso sofrido pela menina, os familiares da mesma procuraram a Delegacia de Combate à Exploração da Criança e do Adolescente (Dececa) e fizeram um boletim de ocorrência. O crime foi denunciado na Corregedoria Geral dos Órgãos de Disciplina, visto que o acusado faz parte da Polícia Militar da cidade.

Publicidade

Vale lembrar o caso recente registrado no Rio de Janeiro, onde um coronel da Polícia Militar está preso, acusado de abusar sexualmente de menores de idade. Ele foi preso em flagrante quando estava com uma menina de apenas dois anos de idade dentro de seu carro em um posto de gasolina da cidade. Foi uma funcionária de uma lanchonete do posto que viu o homem de 63 anos com a menina, só de calcinha, no carro. O coronel é investigado por outros abusos cometidos contra menores e até é suspeito de fazer parte de uma quadrilha de tráfico de crianças.  #Casos de polícia