Mais um policial à paisana virou número na estatística de mortes violentas. Na última sexta-feira, dia 14 de outubro, Marcos Paulo Lira, de 32 anos de idade, entrou num estabelecimento comercial em Fortaleza, no Ceará, e se deparou com um assalto em andamento. Ao tentar impedir os bandidos de consumarem o #Crime, acabou levando a pior, sendo baleado e morto.

Marcos era tenente da Polícia Militar e foi assassinado dentro de uma loja no bairro Montese, na capital, tentando cumprir o seu dever de proteger a sociedade. Segundo dados divulgados pela Polícia Civil, os bandidos, que eram três, foram mais rápidos. Um deles sacou a arma e atirou na cabeça do tenente, que morreu na hora.

Publicidade
Publicidade

Criminoso também levou a pior

Porém, um soldado que estava próximo ao local percebeu a movimentação e decidiu dar reforço. Chegando de surpresa, ele conseguiu matar o autor do crime e balear o comparsa dele.

Um vídeo com cenas externas registradas por câmeras de segurança mostra a ação dos bandidos e do soldado. O bandido que recebeu o tiro está preso. O PM Marcos ficou caído na calçada e chegou a ser socorrido, mas não houve tempo de evitar a morte.

O autor do crime foi alvejado com várias balas e também não resistiu, falecendo no local. O seu comparsa, identificado como Rafael Lucas Ferreira da Silva, mesmo sendo atingido por um tiro, conseguiu escapar. No entanto, uma equipe da Polícia Militar conseguiu capturá-lo logo depois.

Havia ainda um terceiro criminoso, que fugiu e ainda não teve o paradeiro descoberto pelas autoridades policiais.

Publicidade

Equipes continuam fazendo buscas e diligências na região.

A dor da família

Extremamente emocionado, o pai do tenente, José Gomes Ribeiro, desabafou. Em depoimento à imprensa, ele afirmou que a tristeza é total entre os parentes e amigos e que a família está inconsolável. Ninguém consegue se conformar. Estão todos transtornados com mais uma baixa entre bons policiais.

Segundo Ribeiro, o sentimento geral é de revolta. Disse não assimilar fatos dessa natureza, que tiram a vida de um menino jovem. Resumiu que Marcos era apenas um garoto, o filho caçula, lutando pela vida, batalhando pelo bem. Perdeu um excelente filho, de forma trágica, disse.

Veja o vídeo:

#Violência #Casos de polícia