Não é fácil ser solteira, sou solteira por opção. 

          Uma amiga me contou as histórias que passava por ser solteira. Tive sua permissão para repassá-las, desde que não revelasse sua identidade.

          Ela passava por cada situação! Um dia até me perguntou:

         - Você acha que é fácil ser como sou? Imitar-me é fácil, difícil é ser eu.

          Ela contava que sempre gostou dos caras errados ou os rapazes certos não sabiam que ela poderia ser perfeita para eles.

          Às vezes até acham que ela era homossexual. Diziam que era encalhada. Levando tudo com bom humor respondia a provocação.

         _Colega, não diga besteira não. Quem fica encalhada é baleia. Eu sou solteira por opção.

         Disse que sempre tinha que inventar histórias, porque era abordada na rua por caras que não eram o que ela desejava.

Ela dizia:

          _Inventei história que tinha namorado em outras cidades. Que estava noiva e quando o casamento não saia, dizia:

          - Não deu certo. Ele não era para mim.

         Ela era uma moça estudada, inteligente, educada. Viajou para vários lugares. Ninguém entendia que era solteira por opção. Sempre soube o que queria e não  entregar para qualquer um seu coração.

         As pessoas perguntavam:

         - Mas não quer ter filhos, uma família?  Essa amiga respondia:

         _Família já tenho, filhos são meus sobrinhos, primos, irmãos, alunos. Todos os filhos do coração. Eu não preciso casar não.

         O que ninguém imaginava é que ela já tinha o seu eleito. Um dia a encontrei estava casada e fiz a indagação:

         - Você não disse que não iria casar? O que aconteceu?

         Ela respondeu:

         - Minha amiga, quem é que entende as coisas do coração? O que é seu está guardado e ninguém consegue fugir não. Cada um tem que viver a sua vida, é só não esquentar com a falação.