Há quem pense que não existe nada de valioso nas brincadeiras das crianças, alguns pais acabam optando por deixarem seus filhos em frente a computadores e televisores, e assim não respeitam um momento de aprendizagem tão importante na vida dos seus herdeiros.

Os jogos e brincadeiras têm um papel fundamental no sistema de ensino e aprendizagem, por exemplo quando as crianças jogam amarelinha, estão trabalhando a coordenação motora, o desenvolvimento físico e também o raciocínio, pois necessitam saber contar. O jogo da velha, muito conhecido até pelos adultos, auxilia no processo do raciocínio rápido, os jogadores precisam estar muito atentos e realizar a jogada certa; é um jogo rápido e dinâmico.

Publicidade
Publicidade

Sou de uma época na qual brincávamos horas na frente de casa, corríamos muito, quase que o dia todo, não me lembro de nenhuma criança gordinha, todos éramos muito ativos. Sabíamos de vários jogos, tais como queimada, vôlei, até futebol, entendíamos as regras e tínhamos valores, pois não poderíamos "roubar" no resultado do jogo.

Isso tudo sem contar com a disciplina e o trabalho em equipe que eram sempre a base de todas as vitórias. Trazendo isso para os dias atuais, vivendo uma vida como adulto, pude perceber que os jogos, as regras e os valores hoje fazem parte do meu cotidiano, coisas que aprendi com meus parceiros de equipe. 

Levando em consideração que os jogos e brincadeiras, além de muita diversão, facilitam o entendimento da vida escolar, criança que brinca, assimila melhor os conteúdos.

Publicidade

No entanto, precisamos ficar atentos naquelas que só querem brincar o tempo todo, seja em casa, ou seja na sala de aula, é necessário existir uma administração do tempo.

Alguns programas de televisão também auxiliam na instrução da criança; porém filmes e jogos muito violentos poderão deixar a criança agressiva e até com pesadelos. Respeitar os horários de alimentação, colocar a criança sentada à mesa para a refeição com os demais membros da família, ajuda a criança a entender que ela faz parte de um coletivo, não está sozinha no "seu mundinho". #Entretenimento #Educação