A mostra "Salvador Dalí" acaba de sair de cartaz do Rio de Janeiro e chega a São Paulo. Promovida como a maior retrospectiva já realizada sobre o artista no Brasil, ela iniciou dia 19 de outubro e ficará em cartaz na capital paulista até 11 de janeiro de 2015. A exposição, que acontecerá na zona oeste da capital paulista, no Instituto Tomie Ohtake, é gratuita e traz mais de 200 trabalhos de Dalí, incluindo filmes, fotos, gravuras, desenhos e suas famosas pinturas. A mostra pode ser visitada de terça a domingo, das 11h às 20h.

Para evitar as imensas e demoradas filas que ficaram famosas durante a exposição "Obsessão Infinita", da artista japonesa Yayoi Kusama, "Salvador Dalí" terá sistema anti-filas.

Publicidade
Publicidade

Para visitar, será preciso pegar uma senha com opção para visitação em algum dos três horários: 11h, 14h e 17h. A senha vale apenas para o dia da retirada e cada pessoa pode pegar até duas. São distribuídas 800 senhas por vez.

Um dos destaques do evento será a exibição de obras do início da carreira do pintor, que são mais desconhecidas do público. Isso permitirá que cada visitante consiga visualizar a evolução do artista em sua ideologia, técnicas e temas. Após temporada no Rio de Janeiro, a mostra em São Paulo terá novidades, pois serão exibidas sete obras que não constavam no evento carioca, como o importante quadro "O Espectro do Sex-Appeal" (1934).

O Instituto Tomie Ohtake esperava 2400 pessoas no dia de abertura da mostra, mas a realidade superou todas as expectativas. Apenas no primeiro dia, 4300 pessoas compareceram para ver de perto as obras dos artistas.

Publicidade

Embaixo de forte sol, mais ou menos 150 pessoas já aguardavam a estreia do evento.

Sobre as obras da exposição

Salvador Dalí (1904-1989) foi escritor, ilustrador, pintor, desenhista, cineasta, cenógrafo, designer e catalisador de correntes de vanguarda. No início da exposição, é possível ver obras do início da carreira de Dalí, que datam de 1923 a 1925 com quadros de natureza morta e retratos. Em outro ambiente, é possível ver diversas capas de revistas e reportagens sobre ele.

Entre as obras mais expressivas presentes na exposição, há o "Retrato do Pai e Casa de Es Llaner" (1920), que simboliza seu período realista, o "Autorretrato Cubista" (1923), que representa o período cubista, além dos mais famosos, que representam seu período surrealista.

Serviço

Instituto Tomie Ohtake

Rua Coropés, 88 - Pinheiros

A 700 metros da estação Faria Lima (Linha 4 - Amarela) #Entretenimento