Dia 3 de dezembro é celebrado o Dia Internacional da Pessoa com Deficiência. Para celebrar o dia com muita cultura e lazer e conscientizar a população sobre a necessidade de eventos e espaços acessíveis, será comemorada no mesmo dia, a 5ª Virada Inclusiva na cidade e estado de São Paulo. Além de dezenas de atividades durante a data, a Virada também será celebrada nos dias 6 e 7 de dezembro. Como aconteceu nas quatro edições passadas, a quinta edição da Virada Inclusiva traz diversas atividades de lazer, cultura e esportes, não apenas na capital, como também em vários outros municípios do estado. O evento é voltado para pessoas sem e com deficiência e tem como principal objetivo estimular todos a curtir diversos espaços das cidades, como parques, teatros, museus, praças ou mesmo ruas.

Publicidade
Publicidade

O Dia Internacional da Pessoa com Deficiência de 2014 ganhou o tema 'Desenvolvimento Sustentável: A Promessa da Tecnologia', proposto pela ONU. Além de totalmente acessível, toda a programação da capital e demais municípios é gratuita, tornando a Virada ainda mais democrática.

No dia 3, um dos destaques da programação é o Memorial da Resistência. Entre às 14h e 15h30, será feita uma visita sensorial: cada visitante conhecerá o espaço por meio dos sentidos e recursos multissensoriais. A visita é feita em grupos de até 10 pessoas, por isso o evento solicita inscrição prévia pelo telefone (11) 3335-5192.

O Museu do Futebol também é um dos destaques da programação. Dia 6 de dezembro, às 14h, por exemplo, o espaço promoverá o 'Pacayemby', enormes quebra-cabeças que reproduzem a planta do estádio na década de 30 e outro da vista aérea dos anos 90.

Publicidade

A atividade foi feita para estimular a coordenação motora.

A bela Casa das Rosas, localizada na Avenida Paulista, também faz parte da programação. Lá, acontecerá um recital interativo no dia 6 de dezembro, às 14h30. O recital teve como inspiração a dança de bailarinos ganhadores do prêmio Virada Sustentável desse ano. Os bailarinos Marcos Abranches e Alessandra Bono Vox têm paralisia cerebral e apresentam dança contemporânea.