Depois de longos meses de árduo #Trabalho, chegou o momento de relaxar. Está aberta a temporada das festas de final de ano das empresas e, certamente, você deve já deve estar pensando na sua! Geralmente, os convites para as confraternizações vêm acompanhados de dúvidas relacionadas a como se vestir e, principalmente, sobre comportamento. Mas estas não são as únicas questões. Veja como aproveitar este momento de descontração sem pagar mico junto ao chefe e aos amigos.

Deixar de comparecer não é uma opção

Não marcar presença na festa de final da empresa é, sem sombra de dúvidas, o maior mico que um colaborador pode pagar. Afinal, sabe-se que este é o momento que os chefes e supervisores agradecem aos seus funcionários pelo bom trabalho realizado durante o ano e, se você não está lá, pode significar que não se importa tanto com os amigos de trabalho, superiores e até mesmo a empresa em si.

Quem não gosta muito de festas pode optar por aparecer no ápice do evento, momento em que a festa está mais cheia e é possível cumprimentar um maior número de pessoas.

Publicidade
Publicidade

Caso não seja possível - realmente - a presença, é recomendado justificar a ausência.

Demonstrações de carinho em excesso

Apesar de ser uma festa informal, lembre-se de que a comemoração é uma extensão do ambiente de trabalho. Dependendo do tipo de atitudes acatadas pela organização, demonstrações muito claras de afeto e carinho podem ser consideradas, inclusive, assédio. Neste caso, a dica é evitar o excesso nas atitudes carinhosas em público. Limite-se a uma boa conversa e aperto de mão.

Acertando na escolha da roupa

Sim, você está em uma festa. Porém, deve manter total cautela quanto à escolha das roupas. Evitar decotes, roupas curtas ou indiscretas é regra geral. Lembre-se de sempre manter o mesmo estilo discreto adotado no dia a dia de trabalho, sem exageros.

Exageros na ingestão de bebidas alcoólicas

Não há situação pior do que, em uma festa de empresa, colaboradores se descontrolarem e exagerarem no álcool. Certamente, chefes e supervisores não farão boas vistas à tais atitudes. Aliás, em uma época onde fotos, mensagens e vídeos percorrem a internet em questão de minutos, todo o cuidado é pouco.

Deve-se salientar que o cuidado com o excesso não se restringe apenas às bebidas mas, igualmente, aos alimentos: comer em excesso também pode ser desastroso.

Publicidade

Antes de ir à festa da empresa, todos os colaboradores devem ter em mente que o principal intuito da confraternização é celebrar o ano que passou e proporcionar um momento de informalidade entre chefes e funcionários. Por isso, exagerar - em qualquer que seja o aspecto - é sinônimo de mico! #Dicas