A animação Frozen, lançada em 2013, tem sido um grande sucesso mundial, sendo considerado um dos filmes mais lucrativos para a Disney. Porém, ao mesmo tempo que Frozen esbanja sucesso, ultimamente os produtores têm recebido inesperadas acusações de plágio. De acordo com o site R7, o mais recente processo é movido pela romancista Muneefa Abdullah, que escreveu o conto The Snow Princess, do livro New Fairy Tales.

A autora afirma que a animação Frozen foi baseada na trama literária da história que tem como protagonista uma princesa que manipula gelo, assim como Elsa de Frozen. Assim como a personagem da Disney, ela se esconde por medo de machucar as outras pessoas com seu poder.

Publicidade
Publicidade

Outro ponto semelhante seriam o reino de gelo cercado por montanhas, a irmã que salva a princesa de gelo e a moral do conto: o amor das irmãs pode combater o mal.

O filme infantil foi produzido com leve inspiração no conto The Snow Queen, escrito por Hans Christian Andersen. A obra original tem um enredo bem diferente do longa infantil, onde a história tem como personagens principais Kai e Gerda, dois irmãos que se separam em razão da malvada rainha da neve. Já na versão da Disney, o roteiro conta a trajetória de Elsa, uma rainha recém-coroada que tem poderes de gelo e decide fugir para as montanhas por não saber lidar com a nova situação, após todos descobrirem seu segredo.

Acusações anteriores

Em abril de 2014, o animador Kelly Wilson alegou em processo contra a produção do filme que o boneco de neve Olaf seria uma cópia de seu personagem principal do curta The Snowman.

Publicidade

Em setembro do ano passado, a escritora Isabella Tanikumi pediu 250 milhões de dólares à Disney. De acordo com a peruana, o valor deveria ser pago porque supostamente 18 momentos de Frozen coincidem com seus livros de memórias. Nas obras, a autora cita uma difícil relação entre irmãs abaladas com a morte dos pais, além de personagens de nome Hans e Cristoff. #Cinema

A respeito da mais nova acusação, os advogados da Disney ainda não se pronunciaram.