Meio de transporte ou de lazer? Material esportivo ou instrumento de ativismo social? A resposta? Tudo isso! A velha e boa bicicleta está mais que na moda. Independente do objetivo de cada um, ela vem sendo cada vez mais utilizada, seja para ir ao trabalho diariamente, seja para praticar exercícios, seja para divertir-se nas tão bem (ou mal) faladas ciclovias, ou seja, até mesmo para viajar!

Hoje a tribo dos Cicloturistas, ou Cicloviajantes, vem crescendo cada vez mais. São pessoas que curtem viajar de bicicleta, uma modalidade até então pouco praticada em terras tupiniquins, mas muito difundida nos EUA e na Europa.

Essa nova tribo é formada por pessoas completamente distintas umas das outras, seja pelo sexo, idade ou classe social, mas com um grande amor em comum, viajar em bicicleta, cada grupo com seu próprio objetivo: Tem o grupo que busca fazer a maior quilometragem no menor espaço de tempo possível, tem o grupo dos “escaladores de montanha”, pessoas que amam gigantescas subidas e ar rarefeito, “quanto maior a subida e o desafio melhor é a pedalada”.

Publicidade
Publicidade

E têm aqueles que amam curtir tudo que cada metro percorrido pode presentear, a natureza, as experiências, as vistas, as histórias e principalmente as pessoas. Viajar em bicicleta tem outro ritmo, as coisas são mais devagar, o que te permite ver aquela velha estrada por uma ótica diferente.

Será cada vez mais normal ver pessoas em bicicletas que parecem tanques anfíbios de guerra pelas ruas e estradas do país. São pessoas que executam a sua #Viagem ou “projeto” durante um final de semana, um feriado prolongado, durante as férias ou até mesmo pessoas que decidem “chutar tudo pro alto” e viajar por meses ou até anos.

Sim, os objetivos estão mudando e as estradas estão cheias de tesouros ao alcance de todos. Foi-se o tempo que carro importado e casa de praia eram o grande sonho de consumo de 99,9% da população, hoje pessoas buscam conhecer os seus limites, ganhar experiências e descobrir as coisas simples da vida, como um por do sol em Punta del Leste no Uruguai, as sinuosas estradas para Machu Picchu, um céu estrelado numa praia deserta em Pernambuco, ou até mesmo o quanto é gostoso tomar uma chuveirada depois de 12 horas pedalando debaixo do Sol de 40º!

A verdade é que viajar de bicicleta permite ver que o mundo ainda tem muita gente boa, permite ver o quanto o brasileiro continua hospitaleiro e solidário, permite ter esperanças que a sociedade ainda não está perdida e que tudo ainda tem solução.

Publicidade

Viajar de bicicleta permite tudo isso! Você duvida? Então, pegue a sua bicicleta e confira você mesmo! #Turismo #Dicas