Para quem já estava preocupado ou ansioso para a sequência de Star Wars: O Despertar Da Força, já pode usar aquela frase famosa da franquia: "eu tenho um mal pressentimento quanto a isso".

Parece que ocorreu um distúrbio na força e a sequência teve que ser adiada para 7 meses do que estava sendo planejada. A nova data de estreia será dia 15 de Dezembro de 2017.

A Disney não quis se pronunciar por enquanto a respeito da mudança de data, só deixou claro que o diretor Rian Johnson pretende reescrever certos aspectos do roteiro.

Parece que não voltarem com o diretor J.J. Abrams, que agora está apenas na posição de produtor executivo do #Filme, está se provando ser um tiro no pé.

Publicidade
Publicidade

Esperemos que dê tudo certo, mas segundo o site Daily News, já existe até uma petição para substituir o diretor do terceiro filme da nova trilogia por George Lucas. Exatamente! Segundo o artigo, o diretor Colin Trevorrow está querendo sair da cadeira de diretor e cedê-la ao criador do universo Star Wars.

Isto pode representar um tremendo baque para os fãs da saga, que detestaram os prelúdios e desejavam ver Lucas bem longe do universo que criou daqui para frente.

Trevorrow disse: "eu vi isso, em um dia que eu estava na LucasFilm dando este grande discurso de sobre como queríamos canalizar a invenção e a criatividade crua e a audácia que George trouxe para esses filmes, e não ficar com medo de nos envergonharmos de estar fazendo algo que pode parecer loucura".

Há especulações de que Trevorrow sentiu o peso de substituir Steven Spielberg em Jurassic World e não quis seguir em frente com o projeto relacionado a Star Wars.

Publicidade

De qualquer forma, as sequências da franquia aparentemente já estão sofrendo revezes antes mesmo de acontecerem. Os fãs da saga já estão teorizando certas coisas em relação ao que foi mostrado em O Despertar Da Força, não só em relação ao personagem do novo imperador, o supremo líder Snoke, mas também ao passado de Finn, seu papel na nova trilogia e o retorno de personagens mortos. Dessa forma, só podemos esperar que os envolvidos não façam escolhas erradas e que estas complicações não atrapalhem o andamento ótimo que o diretor J.J. Abrams começou a dar para a nova trilogia de filmes.

O ator John Boyega, o Finn da nova trilogia, já deu sinais de que o segundo filme será muito mais sombrio, bem aos moldes de Star Wars: O Império Contra-Ataca, de 1980. Para 2016, uma vez que a Disney prometeu um filme relacionado a Star Wars por ano, temos o filme Star Wars: Rogue One, que tem sua data de estreia marcada para 16 de Dezembro de 2016, e mostrará eventos que aconteceram antes do primeiro filme da saga, de 1977, e como a resistência contra o império roubou os planos que mostravam que Darth Vader e seu mestre planejavam construir a Estrela da Morte. #Entretenimento #Cinema