Grécia maravilhosa com suas paisagens paradisíacas e história retumbante que nem todas as crises econômicas do mundo podem ofuscar, talvez seja assim que milhões de pessoas em todo o mundo pensem ao se lembrar desse pequenino país dos Bálcãs. A Grécia possui montanhas, mares e muitas, mais muitas ilhas e muito provavelmente, uma das ilhas mais famosas de todo o país seja Mykonos, sendo visitada por turistas de várias nacionalidades. 

Mykonos pertence ao arquipélago das Cíclades (a palavra Cíclades vem do grego kyklos que significa círculo), um grupo de ilhas dispersas em forma circular no Mar Egeu, tendo uma área geográfica de 86 km² e uma altitude que não passa dos 364 metros.

Publicidade
Publicidade

O seu solo tem formação básica de granito com pouca água. A maior cidade da ilha também leva o nome de Mykonos e está localizada no lado oeste do território. 

Foi no ano de 1950 que Mykonos foi revelada ao mundo, por alguns jovens de famílias ricas, os quais buscavam por locais de diversão diferenciados; entretanto, o glamour, charme e fama de Mykonos, estão ligados principalmente a mulher do armador grego Aristóteles Onassis, que foi Jackie Onassis. Ela promoveu o turismo das personalidades internacionais que acabaram se fixando na ilha. 

Já nos anos 80, os homossexuais de ambos os sexos “curtiram” com passionalidade e descontração o ambiente excêntrico dessa parte do mundo, ou seja, desfrutavam ali de férias sem constrangimentos. O mundo sabia de uma certa ilha da Grécia, que era um verdadeiro reduto e paraíso dos gays.

Publicidade

Na atualidade, o ambiente é bem mais sereno e atmosfera do lugar é porque não dizer, elegante e eclética. 

Os moinhos de vento característicos de Mykonos, as casas brancas de Chora, as praias paradisíacas de águas azuis profundas com areia e pedrinhas brancas, tortuosas passagens estreitas e o charmoso bairro de Little Venice constituem-se nas principais atrações turísticas singulares dessa Grécia insular, bonita e apreciada por todos. 

Por outro lado, o principal e verdadeiro protagonista, o qual é também considerado uma lenda singular e até mesmo o símbolo da ilha é Petros (Pedro em grego), o pelicano. Enfim, a história dessa ave está envolvida em uma névoa de incertezas e mistérios, o que faz jus aos melhores enigmas da Grécia. São vários os segredos sobre o habitat, vida e morte do pelicano. 

Petros chegou à ilha décadas atrás em função de uma tempestade no mar Egeu e surpreendendo a todos, o pelicano abandonou seu comportamento migratório e passou a viver em Mykonos por mais de 30 anos, recebendo o afeto e o carinho dos nativos e turistas que visitaram a ilha – inclusive muitos brasileiros acabaram tendo o prazer de conhecer o simpático Petros. Sua morte foi profundamente sentida por todos que sabiam de sua existência e que amam os #Animais. #Curiosidades #Europa