A engenhosidade humana aliada aos fenômenos da natureza, em muitas ocasiões diferentes acaba provocando resultados até então desconhecidos e impressionando as pessoas, seja pela singeleza, grandiosidade ou a simultaneidade de ambos os adjetivos. Como exemplo desse fato, há na cidade de Zadar, lindíssima região costeira da Croácia, uma construção humana chamada de O Órgão do Mar.

Trata-se na realidade, de nada mais, nada menos, do que um instrumento singular de emissão de notas sonoras ou músicas, o qual é constituído de um sistema relativamente complexo de dutos e também tubos, nos quais as águas do mar Adriático penetram e consecutivamente, expulsam o ar do aparato, produzindo um som musical de 1.ª qualidade, dizem algumas pessoas que visitaram o local.

Publicidade
Publicidade

O órgão musical foi feito de tubos de órgão genuínos que estão conectados ao flanco de um canal de serviços principal, ou seja, todos os 35 tubos possuem separadamente um “sopro” de ar oriundo da movimentação da coluna de água das ondas marítimas. Esse movimento de ar/água acontece no interior de um tubo plástico que está submerso no Adriático. Por meio de uma série de orifícios dispostos nas superfícies verticais de uma escadaria de pedra que chega até o limite do oceano, a música é ouvida pelos transeuntes que por lá passam.

O início dessa saga no mínimo curiosa e bonita, deu-se com a destruição quase que total de Zadar e regiões próximas que datam desde a pré-história. Nos anos posteriores a destruição, uma coletânea de pontos e marcos, considerados praticamente implodidos, foram restaurados e é aí que O Órgão de Zadar foi refeito com blocos lisos de concreto. 

Nikola Bašić, renomado arquiteto, foi convidado pelos governantes locais com o objetivo de recompor a glória perdida deste ponto histórico da Croácia, o qual se inspirou no chamado sistema hydraulis (ou órgão d'água), que nada mais é do que um antigo instrumento musical feito pelos inteligentes gregos de outrora, se baseando no princípio de impulsionar o ar por meio de tubos delgados e finos.

Publicidade

Todo o projeto e gerenciamento de construção do Órgão do Mar ou Morske Orgulje, foi conduzido por Nikola. 

Diferentes tons são obtidos graças a 7 tubos de comprimentos e diâmetros diferentes, que produzem assim tons diferentes, de acordo com a movimentação das ondas do mar em seus interiores. Enfim, cada tubo de órgão possui uma tubulação independente. Quando o pedestre caminha pela costa daquela parte do mundo, acaba percebendo oscilações na sibilação e harmonia dos sons produzidos de acordo com a posição ocupada frente as 7 passagens diferentes. 

O som produzido pelo Órgão do Mar tem um efeito praticamente hipnótico, sendo algo musical que flutua em intensidades que variam com as condições do clima e da meteorologia, ou seja, se há uma tormenta acontecendo ou mesmo se um simples barquinho passa, provocam a movimentação com força da água do mar nos dutos.

Com a inauguração final do Órgão do Mar em 04/2005, esse se tornou uma das atrações dignas de ser visitadas em Zadar, remetendo à reflexão, paz de espírito e ao som que acalma a alma.

Publicidade

#Curiosidades #Europa