Devido ao aumento do custo de vida, taxa de desemprego e à crise que estamos vivendo, no Brasil, as pessoas têm se preocupado mais com os gastos em viagens ou têm decidido não viajar em suas férias, para economizar para outros gastos. Se você é uma destas pessoas apaixonadas por viagens e não quer deixar de sair nas suas férias por medo de gastar muito, as #Dicas abaixo poderão ser úteis para o planejamento das suas próximas férias, sem que você perca o conforto.

1 - PERÍODO DA VIAGEM E PLANEJAMENTO

Se seu trabalho permite que você viaje na baixa temporada, prefira estes períodos do ano, pois tudo torna-se mais barato. No Nordeste, por exemplo, costuma fazer calor o ano todo, então, por que não viajar quando gastará menos? 

Além disso, se planeje com antecedência, para ter uma oferta maior nos vôos, promoções e maior variedade de hospedagem disponível, inclusive quartos mais baratos.

Publicidade
Publicidade

Fique de olho em sites como Decolar, Melhores Destinos, Viajanet, Skyscanner e se cadastre nos sites das companhias aéreas para receber, por e-mail, em primeira mão, as promoções vigentes.

2 - HOSPEDAGEM

Decida o que combina mais com você e também com seu bolso. Se é hotel, pousada, albergue, ou outro tipo de hospedagem. Pesquise em sites como Hotel Urbano e Decolar para saber das promoções e parcelamento. Outra opção é a locação de quartos ou mesmo casas e apartamentos inteiros através do Airbnb. Você pode gastar menos, conviver com nativos e costumes locais, ou dividir uma casa com sua família ou amigos.

3 - BAGAGEM

Não leve demais e nem menos que o necessário. Com bagagem menor e leve, não pagará excesso de peso no aeroporto e conseguirá ir para seu hotel com transporte público. Também, se levar uma mala menos cheia, terá espaço para trazer compras.

Publicidade

Mas leve o correto. Se for para um lugar frio, leve a vestimenta para este clima, assim, não precisará gastar com isso no destino.

4 - TRANSPORTE LOCAL

Informe-se sobre o destino: se é conselhável comprar passeios, alugar um carro, utilizar transporte público, comprar passes de trem, ou qual a melhor forma para se locomover sem gastar muito. 

5 - CONTATO

Procure utilizar pontos de wifi públicos e onde estiver hospedado, para não gastar com dados móveis. Se necessário, compre cartões telefônicos internacionais, mas, de preferência, utilize a tecnologia e, quando tiver acesso à internet gratuita, fale com sua família, amigos e contatos profissionais por skype, whatsapp, etc.

6 - GASTOS EXTRAS

Pense bem antes de comprar por impulso e, especialmente, antes de levar para casa milhares de souvenirs. São gastos extras que podem fazer toda a diferença no custo final da #Viagem e espaço da mala no retorno.

7 - PACOTES E ROTEIROS

Pode parecer que comprar por agência é mais caro, porém, muitas vezes, elas têm o pacote perfeito, acordo com as companhias, hotéis e serviços e, no conjunto total, você acaba gastando menos e obtendo descontos.

Publicidade

Crie também um roteiro de viagem, pesquisando online quais os restaurantes com preço bom e maneiras de passear sem gastar muito, assim também não perderá tempo planejando durante a viagem e aproveitará mais.

8 - ALIMENTAÇÃO

Lembre-se que há restaurantes em certos bairros famosos e pontos específicos da cidade que são caros e você paga pela localização. Informe-se sobre onde você pode comer comida boa e conhecer a gastronomia local, sem gastar absurdos. Dependendo do tipo de hospedagem escolhida, também terá a opção de cozinhar em casa.

9 - DINHEIRO E IMPOSTO

Pague tudo o que puder com dinheiro, para não pagar taxas e câmbio de cartão. Se for parcelar, procure comprar em reais antes de sair do Brasil. Verifique também se é possível reaver valores de impostos de compras realizadas ao deixar o país.

10 - DESTINO

Se você não tem um destino definido, abra sua mente para possibilidades. Há países com custo de vida baixo ou moeda favorável aos brasileiros que são lindos e poderão fazer suas férias muito divertidas, gastando menos. #Turismo