Aqui mesmo no Brasil existem destinos que fazem as pessoas pensar por um momento que estão em alguma região da Europa tamanha a semelhança. São cidades brasileiras, mas colonizadas por imigrantes nas regiões serranas com um frio aconchegante no inverno lembrando mais ainda o Velho Continente. 

Dez destinos que lembram a Europa no Brasil: 

  • Gramado, RS: local de vicejantes araucárias e hortênsias, fazendo parte da serra do RS que emoldura a charmosa cidade. Fica a 120 km da capital do Estado, Porto Alegre. Ali ocorrem geadas e temperaturas abaixo de zero, transformando tudo em um cenário branco, até mesmo as suas casas com estilo bávaro. 
  • Blumenau, SC: a cidade tem arquitetura, tradições e aparência física dos habitantes que remetem o visitante ao coração da Alemanha. Por exemplo, ao caminhar na Rua XV de Novembro, basta admirar os prédios com suas fachadas alemãs, tais como: o Teatro Carlos Gomes, a Prefeitura de Blumenau e a Catedral de São Paulo Apóstolo. 

É em Blumenau que ocorre a 2.ª maior Oktoberfest do mundo, a 1.ª é a de Munique na Alemanha. 

  • Pomerode, SC: há as inúmeras casinhas a base de madeira, construídas no estilo enxaimel, repleta de flores nas suas calçadas. O povo da cidade tem biótipo alemão mesclando-se com outras raças. 
  • Morretes, PR: cidade distante 70 km da capital do Estado, Curitiba, é um local para passeio a céu aberto diante de tanta #Natureza. Há igrejas e casarões coloniais em estilo português do século XIX no Centro. 

O barreado (carne e farinha de mandioca cozidas por horas em panela de barro e acompanhadas de banana e arroz) é muito presente na mesa dos restaurantes de Morretes, até mesmo porque é o prato típico do Paraná

Uma das paisagens mais bonitas do Brasil é vista no passeio de trem pela Estrada de Ferro Morretes-Curitiba, de onde pode se avistar a cachoeira Véu de Noiva e o cânion de nome sugestivo, Garganta do Diabo. 

  • Campos do Jordão, SP: a arquitetura europeia da cidade se casa com o clima frio da região que fica a 170 km de São Paulo, tendo no #Turismo a atividade econômica mais importante. 
  • Holambra, SP: cidadezinha colonizada por cidadãos holandeses, ficando a 130 km de São Paulo capital. Há em Holambra o Moinho Povos Unidos, que é idêntico aos que existem na Holanda. 

No mês de setembro ocorre a Expoflora, que por sinal é a maior feira de flores de toda América Latina. 

  • Petrópolis, RJ: cidade do imperador D. Pedro II, que teve colonos alemães, franceses, ingleses, suíços e italianos ajudando na sua construção. Chamada de Cidade Imperial fica a 65 km do Rio de Janeiro. 
  • Penedo, RJ: a tradição diz que o finlandês Toivo Uúskallio recebeu um "chamado divino” para ir às distantes regiões do Sul, o qual em 1929 comprou a Fazenda Penedo no Vale do Paraíba entre o Rio de Janeiro e São Paulo. O local recebeu centenas de finlandeses até a década de 1940 que moravam em casinhas com arquitetura finlandesa. 

Há artesanatos e iguarias diversas da região com muitos jardins repleto de flores e a cidadezinha faz fronteira com o santuário da ecologia, o Pico das Agulhas Negras.  #Negócios

  • Monte Verde, MG: fica no sul mineiro a uma altura de 1.500 metros, entre araucárias e pinheiros. Faz muito frio no inverno e os casarões com fachadas dos Alpes e imigrantes da Letônia conferem um toque singular à cidade. 
  • Garanhuns, PE: pode parecer brincadeira, mas essa cidade que fica a 240 km de Recife chega a ter uma temperatura de 5°C no agreste do Nordeste. Tem ruas muito bem cuidadas, limpas e com flores.