O Grêmio deve anunciar, nas próximas horas, de forma oficial, a contratação do lateral-direito Edilson, que foi liberado pelo #Corinthians. O atleta era substituto de Fagner e não estava sendo muito aproveitado pelo técnico Tite que, por sua vez, não ficou contente com a liberação do atleta de 29 anos. O lateral deve assinar um contrato de 3 anos com Grêmio e acredita-se que seja mais exigido no #Campeonato Brasileiro, por ser uma disputa muito longa com 38 rodadas, a competição vai ter início neste mês de maio e vai ser finalizada em dezembro. O acordo entre o clube gaúcho e o jogador deve acontecer e ser firmado oficialmente nas próximas horas, pois o tricolor quer que Edilson seja apresentado após o jogo contra o próprio Corinthians, partida que será válida pela primeira rodada do Brasileirão 2016, neste domingo, às 16h, na Arena Corinthians.

Publicidade
Publicidade

Nesta temporada, Edilson atuou apenas em 10 partidas oficiais pelo Corinthians. Por sua vez, Fagner, titular na posição, jogou o dobro, 20 partidas, marcando 2 gols e ajudando a equipe com 5 assistências, ainda sendo convocado para a seleção do técnico Dunga, para atuar na Copa América.

O Timão já não pode contar mais com o lateral, que ficou apenas um ano e meio na equipe, mas o Corinthians não para e já estuda uma peça de reposição que é tratada como uma medida caseira, trata-se da volta do também lateral Léo Príncipe, de 19 anos. O jovem atleta jogou pelo clube de parque São Jorge na Copa São Paulo de #Futebol Júnior deste ano, ficando com o vice-campeonato, após o fim da competição, foi emprestado ao Oeste. Atuando pelo clube de Itápolis, Léo jogou 11 partidas no Paulistão e marcou 1 gol.

Publicidade

O empréstimo é válido até dezembro, mas deve voltar para o clube da capital nos próximos dias, pelo menos é o que informa o portal Lance!.

O Corinthians acredita que não vai enfrentar grandes problemas para poder ter o retorno no jovem lateral, que ao chegar no clube de parque São Jorge vai se tornar o reserva imediato de Fagner, titular absoluto do time de Tite. Ainda na base do Corinthians, Léo enfrentou muitas dificuldades para se tornar titular absoluto. O atleta já passou por muitas situações difíceis, sendo reprovado em testes, chegando ao banco de reservas e até chegou a pensar em largar o futebol de forma definitiva. Agora, com todas as dificuldades superadas, o jogador usa tudo isso como motivação.