Após se mostrar muito decepcionado com o avô em Velho Chico, Miguel terá a primeira briga feia com o Coronel Saruê e resolve jogar tudo para o alto. Desta vez, Afrânio vai ouvir algumas verdades do neto e, daí em diante, tudo pode acontecer. Confira a cena que a colunista de O Globo adiantou sobre a novela das nove!

A sequência começa quando Tereza decide intervir em prol das ideias do filho. Ela contesta mais uma ordem de Afrânio em relação ao manejo da fazenda e acredita ser melhor reunir a família para que todos entrem em um acordo... Ou seja, para tentar convencer o Saruê de que os novos planos de Miguel podem melhorar a produção.

Publicidade
Publicidade

Assim, Tereza, Miguel e Afrânio se reúnem no escritório do coronel. Após expressar suas ideias, o Saruê não aceita dar uma trégua nas brigas e nem assume que precisa escutar os conselhos da filha e do neto. "Enquanto eu estiver vivo, as coisas serão da maneira que sempre foram, Tereza: da minha! Me ouviu? Da minha!", decreta o manda-chuva, aos gritos com a filha.

Tereza não se abala e responde que o pai está perdendo tudo o que tem com esse posicionamento fechado. "Dessa forma a fazenda não se sustentará por mais tempo, meu pai", insiste ela. E a resposta da filha irrita de vez o Saruê. Ainda aos gritos, ele manda a mãe de Miguel não meter o dedo em seu serviço, pois ela nunca teve competência para fazer o trabalho do coronel.

Essa é a gota d´água para Miguel, que entra na frente de Afrânio e exige que o avô modere sua fala para se dirigir à Tereza.

Publicidade

O coronel se espanta com a coragem do neto, mas responde que a filha é dele, então pode conversar com Terê da maneira que bem entender. "Com a sua filha o senhor fala como bem entender, mas não desrespeite minha mãe!", continua o agrônomo, levantando o dedo para o Saruê.

Afrânio chama Miguel de "moleque" e manda o neto abaixar o dedo. Então o rapaz responde que o avô também precisa abaixar o tom de voz, se quiser algum respeito. Como nenhum dos dois se intimida, o filho de Tereza resolve ir embora. Mas é impedido pelo Saruê assim que chega à porta.

Sentindo que o avô abriu uma brecha, Miguel desabafa que não tem nada o que fazer na fazenda do coronel. "Desde quando cheguei aqui, só escutei o quanto sei de nada, quanto não estou pronto e não fiz nada de útil", afirma o filho de Tereza e Santo. Ele fala que Afrânio pode ter erguido tudo sozinho, mas agora o futuro é diferente e tudo depende da escolha do Saruê.

Contudo, Miguel alerta que o poder de Afrânio está apenas do futuro de suas terras. "O que será de minha vida, eu escolho! Não há espaço pra mais alguém embaixo da sombra do Coronel Saruê!", encerra o jovem. #Entretenimento #Conectados #Velho Chico