"Mairiporã não será mais a mesma !". É o que promete o slogan de Halloween Town 2016, organizado pela empresa GNSA, mais nova integrante do mercado.

O projeto audacioso quer transformar um bairro inteiro em uma mini-cidade abandonada e colocar os visitantes para enfrentar seus medos, interagindo com criaturas bizarras e apavorantes.

A primeira edição do evento já conta com o apoio técnico de empresas locais e de gigantes como a SABESP, que cedeu um terreno de 3.000 m² para a realização da festa.

Serão 10 dias de horror que começam a partir de 21 e se estendem até 31 de outubro de 2016, das 19h30 à 00h e que prometem movimentar, em todos esses dias, um público total de 105 mil pessoas entre moradores de Mairiporã, Guarulhos, Atibaia, Franco da Rocha e Nazaré Paulista.

Publicidade
Publicidade

A empresa organizadora, GNSA (sigla de Galera Nerd Sociedade Anônima) aguarda laudos técnicos, autorização do corpo de bombeiros e alvará da prefeitura municipal, para iniciar a venda de ingressos.

O bairro escolhido para a realização do projeto, chama-se Vila Davi. Trata-se de um bairro bastante peculiar e que oferece uma estrutura que favorece a realização de eventos, principalmente, com temática de horror.

No passado, a região foi uma antiga olaria que foi destruída para a passagem do rio Juqueri. Moradores antigos alegam ter visto aparições de" fantasmas e entidades demoníacas" no local, que também é usado para práticas religiosas ligadas ao candomblé.

O bosque de um condomínio residencial do bairro será usado como umas das atrações principais do evento: Uma floresta assombrada por fantasmas e psicopatas como os personagens Jason Voorhees, da franquia Sexta-Feira 13, e LeatherFace, de O massacre da Serra Elétrica.

Outra atração, é a "Estrada abandonada", que recriará o cenário do filme "Olhos Famintos" e colocará a terrível criatura noturna para caçar os visitantes do local.

Publicidade

Labirintos e um parque de diversões com brinquedos radicais, serão montados no local.

Se você não curte passar medo, não se preocupe! O evento também organizará uma balada inédita que vai agradar todos os públicos.

Segundo a Gerente de Projetos de Infraestrutura da GNSA, Carolina Maria, a investida da empresa tem um motivo: conquistar boa parte do público da região que frequenta este tipo de evento durante o período de Halloween.

Somente no Estado de São Paulo, são cerca de 6 milhões de pessoas, que viajam a parques do Brasil e do mundo para viver "momentos de tensão" com amigos e familiares.  A grande maioria são crianças e adolescentes.

No entanto, Carolina alerta:

- Halloween Town não será um parque de diversões. Será um evento único e exclusivo para os meses de outubro. Garante.

Tão grande quanto a audácia da produtora que organiza os detalhes do megaprojeto, estão os números:

Serão cerca de 600 trabalhadores envolvidos em todas as áreas do projeto:

Desde os cargos executivos como gerentes e supervisores, a engenheiros, arquitetos, redatores, roteiristas, maquinistas, cenógrafos, motoristas, vendedores, equipes de limpeza, segurança, elétrica, monitoramento e até mesmo médicos e bombeiros !

" A segurança dos visitantes nos dias do evento será prioridade.

Publicidade

Temos que garantir que as pessoas cheguem bem e retornem bem e felizes para  as suas casa, apesar de todo a adrenalina que vão sentir aqui! " Afirma.

A venda de Ingressos para Halloween Town está prevista para iniciar em agosto.

Confira um dos teasers do evento:

#Entretenimento