Os portugueses são muito famosos por seus vinhos, fados, azeites genuínos extraídos de oliveiras milenares e sua imensa diversidade culinária presente em fantásticos restaurantes e charmosas confeitarias espalhadas por todas as províncias do país.

Sobre as colinas que contornam o Rio Tejo, a aconchegante capital portuguesa, fundada em 1255, com cerca de 550 mil habitantes em seu território central e mais de 2 milhões na região metropolitana, a maior do país; apresenta aos seus visitantes construções rústicas com azulejos coloridos e telhados em cerâmicas vermelhas em vielas que guardam raridades de um passado facultoso com os antigos museus Calouste Gulbenkian e o do Carmo, o Mosteiro dos Jeronimos ou Mosteiro de Santa Maria de Belém, da ordem de São Jeronimo, construído no século XVI.

Publicidade
Publicidade

Mas a Torre de Belém, o saborosíssimo bacalhau à portuguesa e o fado também são atrações importantes que devem fazer parte do roteiro de qualquer turista que compra passagens aéreas para Lisboa, cidade que sofreu um terremoto devastador em 1755 e que reconstrui-se mantendo alguns aspectos da tragédia natural.

O Centro Cultural de Belém, o Museu do Design e da Moda (MUDE), o Oceanário e diversos hotéis e restaurantes de Lisboa atraem pela hospitalidade e pela infinidade de possibilidades de lazer que oferecem aos seus visitantes.

Quatro noites é o período mínimo para que turistas aproveitem o melhor da capital portuguesa visitando as atrações na orla, o Centro Antigo, os shows de fado e os eventos apresentados na região de Belém, além dos bares e restaurantes despojados espalhados por toda a cidade.

Publicidade

As crianças também terão uma vasta variedade de opções de lazer e entretenimento, tanto em Lisboa quanto em Sintra e Queluz.

Ao desembarcar em Lisboa, o turista poderá utilizar o metrô e o Aerobus, além de cinco linhas de ônibus da cidade para chegar até o centro. Para fazer #Turismo, é recomendável o uso de trens da Comboios de Portugal, que ligam a capital portuguesa aos principais destinos turísticos do país.

Se hospedar em Lisboa também não será nada difícil, pois há ofertas para todos os bolsos e gostos. Presentes na cidade estão redes internacionais como Sol Meliá, Accor e Pestana, que oferecem aos turistas suas padronizadas acomodações, conhecidas no mundo inteiro.

Pousadas discretas e familiares são mais recomendadas pelo convívio dos visitantes com a comunidade portuguesa local, que, não diferente dos brasileiros, adora bater papo e jogar conversa fora. Há também as opções dos albergues da juventude, que sempre são citados entre os melhores do mundo em localização, limpeza, acomodação e decoração.

Publicidade

Recomenda-se a hospedagem em prédios mais próximos ao centro, na região do parque Eduardo VII e Avenida Liberdade. Também são excelentes opções as charmosas instalações oferecidas nos bairros de Prazeres e Bairro Alto. É bom ficar nestes locais por conta da disponibilidade de transporte público, bons restaurantes, cafés e atrações turísticas.

Mas nos bairros mais afastados da região central de Lisboa também é possível deparar-se com boas opções de lazer, como em Belém, que dispõe a belíssima vista ao Rio Tejo aos visitantes em suas colinas milenares.

No quesito alimentação, a culinária portuguesa tende a agradar e até surpreender os paladares brasileiros. Um grande número de tascas, que são bodegas portuguesas que oferecem bons vinhos e refeições, restaurantes e cafés servem receitas tradicionais familiares e muitos pratos fabulosos, como o famigerado bacalhau, pastéis de Belém, sardinha, cozido português e uma variedade de doces de dar água na boca só de pensar.

Os melhores vinhos portugueses são encontrados nas regiões de Douro, Alentejo e Dão.

Aos consumidores de outras culinárias típicas, como a japonesa, por exemplo, Lisboa oferece a Confraria do Sushi. Os admiradores da cozinha cantonesa encontram seus sabores no Grande Palácio Hong Kong, bem como os italianos são bem servidos no restaurante Esperança. #Férias #Viagem