Quando o destino é Maceió, o turista tem uma certeza na capital alagoana: nenhuma praia irá lhe desapontar.

São 40 quilômetros de praias com águas transparentes que mesclam suas tonalidades nas cores verde e azul, em areias de tons dourados, entre imensas manchas esverdeadas.

Os litorais de Alagoas, tanto o Norte, quanto o Sul, colocam à disposição de seus visitantes lugares fascinantes que são garantia de dias de #Férias com inúmeras opções de lazer sem cair na rotina, na monotonia. As praias de Tabuba e Gunga são dois bons exemplos de que há muita diversidade em Maceió e a curtas distâncias dos principais hotéis da cidade.

Publicidade
Publicidade

Ao norte de Maceió, na Costa dos Corais, as praias são praticamente desertas e de fácil acesso por uma estrada ornada por coqueirais. Tatuamunha e Carro Quebrado ficam situadas em vilarejos bastante simples da região mas que abrigam pousadas extremamente exuberantes.

Um fato que intriga muito na cidade, eleita a mais bonita do Brasil, é que as praias consideradas urbanas são tão belas quanto as que estão mais distantes da capital e, geralmente, esta condição é inversa; vê-se mais belezas em praias fora das cidades do que nas que margeiam as grandes avenidas dos centros.

A orla da praia de Jatiúca, a primeira a se destacar nos guias de #Turismo do país, oferece aos turistas infraestrutura de primeira qualidade com ciclovia, dezenas de barracas e várias tapioqueiras que fazem suas tapiocas, com uma variedade de mais de 30 recheios, instaladas em um calçadão gigante.

Publicidade

Jatiúca também é o polo gastronômico da capital de Alagoas onde é possível encontrar restaurantes e quiósques que servem desde a culinária típica da região com frutos do mar, dos rios e lagoas do local, a pratos mais sofisticados, importados das culturas francesa, peruana e até japonesa.

Coloque um post-it em sua bagagem para Maceió com o seguinte recado: "não esquecer de experimentar algo que contenha sururu". Os quitutes feitos com esse fruto do mar são sempre muito saborosos. Trata-se de um molusco de propriedades exóticas e exageradamente delicioso.

Em Pajuçara, a atração são as jangadas que partem da praia com destino ao aquário natural mais procurado de Maceió.

As atrações culturais, distantes da orla, concentram-se na região central da capital. Como de costume, os passeios levam à igrejas construídas nos séculos passados e em estilos variados que apresentam o gótico, em alguns casos, e o barroco, em outros. Há também museus que contam a história do povo nordestino e a arte popular da região.

Publicidade

Em Jaraguá, bairro histórico da capital alagoana, é possível conhecer construções erguidas no século XIX com antigos armazéns e casarões da antiga zona boêmia da cidade.

Artesanatos também são trabalhos típicos de muitas famílias alagoanas e as famosas rendeiras passam seus aprendizados para suas filhas, netas e assim as gerações vão mantendo a tradição nordestina desta arte colorida e bordada em diversas peças que são vendidas no bairro Pontal da Barra.

Outro ponto turístico formidável em Maceió é Maragogi, com suas praias formadas por piscinas naturais imensas.

Penedo, cidade histórica que é banhada pelas águas do Rio São Francisco, oferece aos turistas a oportunidade de eles apreciarem o encontro das águas do Velho Chico com as águas do mar sobre dunas com suas areias douradas.

Com as dicas que acabamos de lhe dar, sabemos que vai ser impossível você não voar para este paraíso brasileiro. Então, boa #Viagem!