Diferente do que dizem por aí, não é fácil ser homem (ou, às vezes, suportá-los). Já ouviu falar em #fratura peniana? Não é algo a ser invejado.

Enquanto a maioria dos mamíferos, inclusive nossos primos chimpanzés, possui, no órgão sexual um osso chamado báculo ou osso-do-pênis, humanos e alguns outros mamíferos não o possuem. Também não é motivo de complexo para os machos da nossa espécie. Afinal, o macho entre as baleias-azuis também não tem e isso não o impede de ter o maior órgão sexual entre os animais atualmente existentes: cerca de três metros (ereto), pesando entre 180 e 500 quilos. Já se encontrou, porém, um fragmento de pênis de baleia-azul que faz os cientistas estimarem que o órgão inteiro tinha cerca de 5 metros.

Publicidade
Publicidade

Taí um motivo para homens sentirem complexo, se quiserem.

Bom, se o órgão sexual humano não tem osso e depende do influxo de sangue na hora da ereção (basicamente um sistema hidráulico), que história de fratura é essa? Bom, os corpos cavernosos (duas câmaras que se enchem de sangue para garantir a rigidez) são envolvidos pela túnica albugínea, um envelope fibroso, e é este envelope que pode se romper na relação íntima, o que pode causar muita dor.

Embora a fratura peniana seja um acontecimento bem raro, pesquisas indicam que ela é mais comum quando a mulher fica por cima do homem. Uma pesquisa realizada em três hospitais de Campinas, por exemplo, descobriu que metade dos pacientes que apresentavam fratura peniana estava por baixo, apenas um quinto estava por cima e um terço estava praticando a posição cachorrinho, com o homem por trás.

Publicidade

Os pesquisadores atribuem o risco maior de fratura com a mulher por cima a ela controlar o movimento com todo o peso de seu corpo sobre o órgão sexual masculino ereto, o que pode levar ao rompimento da túnica albugínea. E como ela não sente a dor, ela também não pode interromper a relação imediatamente quando o problema se manifesta. Quando o homem está por cima, ele pode interromper a relação assim que sente que há algo errado com seu órgão sexual.

Na verdade, a fratura peniana pode acontecer não só nas relações entre homem e mulher, como também nas relações entre homens (cerca de 10% dos casos registrados no estudo de Campinas em que se pôde identificar a natureza do procedimento sexual) e na masturbação (cerca de 15% dos casos registrados no estudo em que se pôde identificar a natureza do procedimento sexual). Enfim, não está fácil para ninguém... que seja homem.

Os médicos advertem que, embora o paciente possa sentir vergonha, aqueles que acreditam ter sofrido uma fratura peniana devem procurar diagnóstico e atendimento médicos o mais cedo possível para tentar evitar sequelas, inclusive no desempenho sexual. No estudo campineiro, de 44 homens que visitaram o hospital, 42 tiveram a condição confirmada depois de avaliações médicas e exames (cerca de 95% de confirmação). #sexo #órgão sexual