Em outubro do ano passado, um canal brasileiro no Youtube, Os Primitivos, viralizou uma #pegadinha com ladrões de bicicletas. A pegadinha foi vista por milhões de pessoas no mundo todo e publicada em diversos canais de televisão. O responsável pelo canal, o ator Eduardo Barreto, foi notícia em várias revistas e jornais internacionais, tal a dimensão do alcance do vídeo.

A pegadinha era bastante simples: uma #bicicleta era amarrada numa árvore com um fio invisível. Os ladrões, ao tentar roubá-la, pedalavam alguns metros e a bicicleta ficava travada pelo fio, provocando um tombo. Assustados, todos fugiam após o acidente.

A polêmica

Recentemente, um canal de Youtube chamado Twinztv especializou-se neste tipo de pegadinhas.

Publicidade
Publicidade

O canal tem quase 2 milhões de inscritos e todos os vídeos alcançam um número muito grande de visualizações. Tal exposição acendeu uma polêmica: os ladrões seriam as vítimas.

No caso da pegadinha brasileira, feita pelo canal Os Primitivos, o acidente era bem suave, em cima da grama no Aterro do Flamengo, um local com um grande índice de assaltos, o que ajudou ainda mais no sucesso da pegadinha. Relembre:

Mas, o canal norte-americano é mais agressivo, e o resultado final não é muito bonito. Nos diversos tipos de pegadinhas que fazem com ladrões de bicicletas, as coisas nunca acabam bem para os mesmos.

No dia 25 de outubro, publicaram um vídeo que gerou milhares de comentários indignados. A gravação, que nas primeiras horas atingiu mais de 10 milhões de visualizações, foi este abaixo:

Entre os comentários feitos na publicação do vídeo no Facebook, vários argumentam que o ladrão não teria nenhuma chance de não se machucar, que a violência seria premeditada.

Publicidade

Outros alegam que as consequências dos acidentes poderiam ser bem graves, algo totalmente desumano.

Outros comentários são menos complacentes com os bandidos, pois muitas pessoas que já foram assaltadas ou roubadas, de certa forma parecem se sentir vingadas.

E você, o que acha? O canal está errado? Não deveria fazer este tipo de pegadinhas? Comente a sua opinião e partilhe o artigo com seus amigos.