Quando duas pessoas se unem para passarem o resto da vida juntas, à primeira vista, tudo parece um mar de rosas. No entanto, com o passar do tempo, a maioria dos casais começam a ‘esfriar o #Relacionamento’ e muitos deles acabam se separando. Sabendo disso, uma pesquisa realizada através da Universidade de Washington, nos Estados Unidos, buscou entender o que acontece para que o casamento não consiga durar muito tempo. Os psicólogos Robert Levenson e John Gottman criaram o ‘Laboratório do Amor’ dentro das dependências da própria Universidade e fizeram convites para muitos casais serem observados.

Os casados passavam por uma bateria de observação e as análises dos cientistas buscavam entender como os maridos tratavam as mulheres, e vice-versa. Com alguns eletrodos fixados em seus corpos, os casais conversavam e expuseram o que estavam achando do relacionamento amoroso.

Publicidade
Publicidade

Além disso, os participantes eram perguntados sobre como eles conheceram os seus pares e também eram motivados a falarem sobre o que não os agradavam no casamento.

Enquanto os participantes falavam dos seus próprios casamentos, os eletrodos mediam a quantidade de suor que todos produziam, a frequência cardíaca e o fluxo sanguíneo. Passados seis anos, os mesmos participantes voltaram ao Laboratório do Amor e foram perguntados sobre se ainda permaneciam casados e como estaria os seus relacionamentos. Depois dessa primeira fase de perguntas, Levenson e Gottman fizeram uma separação dos casais entre: casais desastres – as pessoas que não deram certo no casamento e terminaram ou estavam em um casamento infeliz – e os casais mestres, que eram aqueles participantes que permaneciam em seus casamentos e eram felizes.

Publicidade

O resultado da pesquisa americana

Após a pesquisa, os cientistas chegaram à conclusão de que o que faz as pessoas permanecerem juntas, unidas e felizes em um casamento são a generosidade e a bondade. De acordo com o estudo, as coisas simples da vida e o apoio nas horas mais difíceis foram o que mais fizeram os casamentos permanecerem firmes. Segundo os pesquisadores, tanto homens quanto mulheres se sentem mais seguros ao lado de parceiros (as) que, em um momento difícil da vida, ao invés de fazerem críticas, buscam encontrar junto ao seu par uma solução para resolver o problema.