Uma pérola da música clássica é a obra conhecida em português como “As Quatro Estações”, que se presume ter sido escrita pelo italiano Antônio Vivaldi. A letra da composição como o próprio nome já diz, aborda a singularidade e magia de cada uma das quatro estações específicas do ano. Assim, o cenário descrito nas estrofes em que Vivaldi fala especificamente do inverno, pode ser aplicado aos amantes de viagens e #Turismo para essa época gelada no hemisfério norte. Vivaldi escreveu literalmente o seguinte: tremendo de frio, no meio de cortantes ventos, os dentes tremem de frio. Descansa contente na sala enquanto os que estão fora são atingidos pela chuva que não para.

Publicidade
Publicidade

Andamos com cuidado no caminho gelado com medo de escorregar e cair, depois voltamos abruptamente e com cuidado, mas caímos no chão e atravessamos o gelo, enquanto não se quebra, voltamos a sentir o cortante vento norte apesar das portas fechadas, isto é o inverno, que não obstante tem as suas delícias. O mais inusitado de tudo isso, é que nos últimos dias, um país pequeno da Europa, banhado pelo Mediterrâneo, parece ser o palco inspirador do concerto de Vivaldi, atraindo visitantes de todas as partes do mundo.

Por incrível que pareça, trata-se da Grécia, localizada no sudeste europeu, na região dos Bálcãs, a qual vem sendo varrida por temperaturas extremamente geladas que chegam a atingir patamares de menos 14 graus Celsius. Sim, a mesma Grécia que reúne milhares de ilhas de casinhas brancas sob um verão europeu tórrido, é também a Grécia de montanhas, com grandes ciprestes, atmosfera cinzenta e casas de pedras, cujas lareiras parecem insuficientes para esquentar a todos.

Publicidade

De qualquer modo, o inverno grego apresenta um charme especial para os admiradores da estação, pois acaba criando um cenário que parece de conto de fadas ou uma terra gelada de fantasia, principalmente para as pessoas que têm as férias se aproximando e queiram vivenciar novas experiências em uma área desconhecida e rica em história.

No noroeste grego há a porção montanhosa de Ioannina que tem rios e lagos congelados, ravinas e vales profundos açoitados pelo vento, chuva e neve que ocorrem meio que simultaneamente e foi nessa mesma região que na última semana, registrou a temperatura recorde de menos 14 ºCelsius como citado anteriormente. Entretanto, o frio não fica estacionado no norte do país, uma vez que até as aldeias bucólicas nas montanhas de Pilio ou como diz a mitologia, “Montanhas dos Centauros”, na área grega conhecida como Volos, também estão debaixo da precipitação contínua de neve.

O governo local tem se esforçado para manter as estradas abertas e funcionando, lançando sal sobre a neve que se acumula em camadas de mais de 10 centímetros sobre o solo.

Publicidade

Enfim, diante de um cenário tão eclético e surreal, dentro de um país com dimensões geográficas reduzidas, é correto se deduzir que talvez Vivaldi estivesse imaginando exatamente um lugar como a Grécia para compor As Quatro Estações. Grécia, simplesmente um paraíso disfarçado de país! #Natureza #Europa