São José do Rio Preto é uma cidade do interior de São Paulo localizada a noroeste do estado. A cidade, com mais de 500 mil habitantes, se tornou referência de #Lazer e diversão, porém, é nas cidades pequenas e distantes, bem próximas da natureza, que se encontram locais como a Cachoeira do Talhadão, localizada no distrito de Duplo Céu, município de Palestina-SP, a 85 quilômetros de São José do Rio Preto. E é para a Cachoeira do Talhadão que muitos turistas estão se direcionando cada vez com mais frequência todos os finais de semana.

Turismo que atrai centenas de pessoas

A Cachoeira do Talhadão atrai por semana aproximadamente 2000 turistas, que passam um dia ou até mais na cachoeira, onde encontram locais para passar a noite em suas barracas de camping.

Publicidade
Publicidade

A frequência do #Turismo começou a aumentar quando o local foi ameaçado por uma empresa que idealizou a construir uma pequena central hidroelétrica, construção que iria acabar com a fauna e a flora, porém, moradores se uniram e evitaram a tragédia, mas foi com esse movimento em defesa do local que o Talhadão passou a ser tão visado pelos turistas.

Existem páginas, como o site "Página da Região", que já alcançaram 200 pessoas com a divulgação do local no Facebook. As estatísticas em plataformas, como o Google Meu Negócio, apontam 8000 mil pesquisas sobre a cachoeira e mais de 2000 solicitações de rotas de São Paulo, capital, para o Talhadão.

Toda essa divulgação fez com que o desejo de estar próximo da natureza crescesse, fazendo famílias inteiras viajarem para esse destino. Mochileiros, ciclistas, motociclistas marcam presença constante, é só verificar no Instagram e pesquisar pela hastag #talhadao ou #cachoeiradotalhadao, com til ou sem, que os resultados aparecem.

Publicidade

Existem placas avisando que é proibido nadar, porém, existem locais que se pode entrar na água sem medo, mas sem dúvida é necessário cautela para aqueles que não conhecem bem a cachoeira. Além dá queda principal, que dá o nome a cachoeira, existem outras quedas menores, mas não menos atraentes, que podem ser encontradas atravessando a "ponte azul", dando a acesso a ilha, que é formada pela divisão das águas das cachoeiras.

É proibido a pesca no local, mas o prazer de estar no local já compensa a viagem. #viagens