Os fãs de #Chaves e #chapolin terão um motivo a mais para comemorar o carnaval deste ano. O bloco de rua “Sigam-me os Bons”, voltado para homenagear os personagens de Roberto Gómez Bolaños, invadirá a praça Sílvio Romero, localizada no Tatuapé, São Paulo, no dia 26.

A festa, marcada para começar a partir das 14h, tem como objetivo reunir os admiradores dos clássicos mexicanos para comemorar o carnaval de uma forma diferente, além de relembrar os saudosos personagens que ainda fazem sucesso na tela do SBT.

O bloco temático trocará as tradicionais marchinhas de carnaval pelas músicas que marcaram os programas do Chaves. As fantasias usadas pelos foliões também deverão fazer jus ao seriado – que podem ser desde uma camisa com algum símbolo da trupe até os famosos bobes da Dona Florinda.

Publicidade
Publicidade

Organização do Evento

A festa será organizada pelo “Sigam-me os Bons”, projeto social do Fórum do Chaves, considerada a maior comunidade brasileira da série na internet, e do Fã-Clube Chespirito Brasil.

Por ter também um caráter social, o bloco contará com um local apropriado para arrecadação de brinquedos e alimentos, que serão posteriormente doados para organizações beneficentes de São Paulo.

A entrada é totalmente gratuita.

Chaves e Chapolin: sucesso no Brasil há mais de três décadas

O alto número de fãs e comunidades voltadas para o público do seriado se deve ao sucesso que o humorístico ainda faz por aqui. As histórias do menino humilde, morador de uma singela vila e de um super-herói atrapalhado marcaram a infância de muitos brasileiros desde o primeiro episódio que foi ao ar em 1984.

Publicidade

Exibido até hoje pelo SBT, Chaves registra para a emissora de Silvio Santos significativos índices de audiência, independentemente do horário de exibição. Causa, ainda, grande protesto quando o canal tira o programa da grade, resultando na volta da turma algum tempo depois.

Caracterizado como humor sem apelação, tudo indica que Chaves continuará a marcar presença nas telinhas, já que o legado de Bolaños é passado de geração em geração. #Carnaval2017